terça-feira, 6 de novembro de 2018

Equipe de Bolsonaro expõe como pretende 'desintoxicar' cargos e reduzir gastos exorbitantes


Imagem: Produção Ilustrativa / Folha Política
O deputado federal Onyx Lorenzoni foi nomeado ministro extraordinário para comandar a equipe de transição do presidente eleito Jair Bolsonaro. O decreto com a nomeação foi publicado ontem (5) no Diário Oficial da União, seção 2, página 1.


Ouça: 


Confirmado para assumir a Casa Civil no governo Bolsonaro, Onyx passou os últimos dias em Brasília, preparando a chegada do presidente eleito, que desembarcou hoje (6) na cidade, onde fica até a próxima quinta-feira (8).

Leia também: 
Ao ser recebido em sessão solene no Congresso, Bolsonaro garante respeito irrestrito à Constituição; veja vídeo
URGENTE: Em discurso como presidente eleito na Câmara dos Deputados, Bolsonaro agradece a Deus por salvar a sua vida e louva a Constituição Federal; assista
URGENTE: Revogação do Estatuto do Desarmamento é adiada para o ano que vem por conselho de Bolsonaro

Na transição, que funcionará no Centro Cultural do Banco do Brasil (CCBB), próximo ao Palácio do Planalto e à Esplanada dos Ministérios, representantes do atual governo do presidente Michel Temer e da equipe de Bolsonaro se reunirão.

De acordo com relatos de assessores próximos a Bolsonaro, sua equipe pretende trabalhar em três etapas: a primeira para análise da situação, em seguida avaliação sobre como reduzir gastos e pessoal e a última, definição de metas e dados.

Para o governo eleito, foram confirmados os nomes de Onyx para Casa Civil, do juiz Sergio Moro para a Justiça, do general da reserva Augusto Heleno para a Defesa, do economista Paulo Guedes para o superministério da Economia e do astronauta Marcos Pontes para a Ciência e Tecnologia.

Veja também: 





Agência Brasil
Editado por Correio do Poder
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...