sábado, 1 de dezembro de 2018

'Absurdo! É covardia desarmar o cidadão de bem enquanto não se desarmou o criminoso', General Santos Cruz


Imagem: Produção Ilustrativa / Folha Política
Durante palestra realizada no Clube Militar em outubro de 2017, o General Santos Cruz - indicado por Sergio Moro, futuro ministro da Justiça, e pelo presidente eleito Jair Bolsonaro - manifestou sua indignação diante da execução do Estatuto do Desarmamento. Conforme o relatado por ele, trata-se de uma covardia o fato de se desarmar os cidadãos honestos enquanto o Estado não demonstrou capacidade para retirar as armas dos criminosos.
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...