segunda-feira, 17 de dezembro de 2018

Moro considera acertada a decisão de extraditar terrorista protegido por Lula


Imagem: Produção Ilustrativa / Folha Política
O futuro ministro da Justiça, Sergio Moro, disse que considera acertada a decisão do presidente Michel Temer de extraditar o terrorista Cesare Battisti. Mesmo condenado pelo assassinato de quatro pessoas na Itália, Battisti vivia tranquilamente no Brasil, após o ex-presidente Lula proibir sua extradição. 


Ouça: 


Durante uma entrevista coletiva em que anunciou a indicação da subprocuradora-geral da República Maria Hilda Marsiaj Pinto para a Secretaria Nacional de Justiça, Moro disse: "Na minha avaliação, o asilo que foi concedido a ele [Battisti] anos atrás foi um asilo com motivações político-partidárias. Em boa hora isso foi revisto”. Moro explicou: "Não se pode tratar a cooperação jurídica internacional por critérios político-partidários, a decisão é acertada. Lamentavelmente essa pessoa se encontra foragida". 

Leia também: 

Sérgio Moro explicou ainda: "Os países têm que cooperar entre eles contra a criminalidade e o senhor Cesar Battisti foi condenado por homicídios na Itália. A Itália é um país que tem um Judiciário forte, independente, e não cabe ao Brasil ficar avaliando o mérito ou não da condenação".

Há quatro dias, o ministro Luiz Fux, do Supremo Tribunal Federal (STF), determinou a prisão de Battisti. O governo italiano chegou a enviar ao Brasil uma aeronave militar para levá-lo de volta à Itália, mas o terrorista encontra-se foragido. Depois de sua última prisão, Battisti chegou a utilizar tornozeleira eletrônica, mas o equipamento foi retirado após o advogado argumentar que “não havia qualquer risco de fuga”. 

Veja também: 








Gazeta Social
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...