segunda-feira, 14 de janeiro de 2019

Grupo de Lima condena sequestro do presidente interino da Venezuela por forças de Maduro


Imagem: Produção Ilustrativa / Folha Política
O Grupo de Lima, bloco formado por 14 países das Américas, condenou o sequestro do presidente interino da Venezuela, Juan Guaidó, pela polícia política do ditador Nicolás Maduro. O grupo emitiu uma nota conjunta, assinada por 13 de seus 14 integrantes. Apenas o México não assinou a declaração.


Ouça: 


O texto da nota diz: 

Os governos de Argentina, Brasil, Canadá, Chile, Colômbia, Costa Rica, Guatemala, Guiana, Honduras, Panamá, Paraguai, Peru e Santa Lúcia, em face dos graves eventos ocorridos na Venezuela hoje:
1. Condenam a detenção arbitrária do Presidente da Assembléia Nacional da Venezuela, deputado Juan Guaidó, por parte do Serviço Nacional de Inteligência Bolivariano - SEBIN, na manhã de hoje.
2. Expressam seu mais forte rechaço a qualquer ação que afete a integridade física dos membros da Assembléia Nacional da Venezuela, suas famílias e colaboradores, e a qualquer pressão ou coerção que impeçam o exercício pleno e normal de suas competências como órgão constitucional e legitimamente eleito na Venezuela.
Leia também:

Veja também: 










Correio do Poder 
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...