sexta-feira, 29 de março de 2019

‘Resta a Alcolumbre uma preciosa oportunidade de se redimir se puser em votação o pedido de impeachment de Gilmar Mendes’, diz Modesto Carvalhosa


Imagem: Produção Ilustrativa / Folha Política
O jurista Modesto Carvalhosa lamentou a decisão do presidente do Senado, que, pela segunda vez, arquivou o pedido da CPI das Cortes Superiores, conhecida como CPI da Lava Toga. Carvalhosa apontou que o presidente do Senado poderia se redimir permitindo a tramitação do pedido de impeachment do ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal. 


Ouça:


Leia o texto de Modesto Carvalhosa: 

O Senador Davi Alcolumbre, frustrando os brasileiros que torceram por sua eleição contra Renan Calheiros, arquivou na última terça-feira o requerimento do Senador Alessandro Vieira pela abertura da CPI Lava Toga.
A decisão do Presidente do Senado decerto não corresponde aos anseios do povo por ética em todas as esferas da vida pública, inclusive no Judiciário, em especial sua cúpula.
Leia também: 

Apesar disso, ainda resta a Alcolumbre uma preciosa oportunidade de se redimir se puser em votação o pedido de impeachment de Gilmar Mendes, que recentemente protocolamos na companhia dos bravos colegas de profissão Laércio Laurelli e Luís Carlos Crema.
Tal medida não sacrificaria um milímetro sequer das garantias do Estado de Direito, pois o Senado já demonstrou, em mais de um momento histórico, estar plenamente apto a conduzir processos de impeachment, oferecendo todas as prerrogativas da ampla defesa aos acusados.
Daí por que temos esperança de que S. Exa. saberá captar a vontade dos eleitores e jurisdicionados que, no próximo dia 7 de abril, estarão nas ruas para exigir decência de parlamentares e magistrados.
Veja também: 







Correio do Poder
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...