domingo, 10 de março de 2019

Sem energia, pacientes renais morrem na Venezuela por falta de hemodiálise


Imagem: Produção Ilustrativa / Folha Política
Com a continuidade do apagão na Venezuela, que em algumas regiões já passa de 50 horas, diversos serviços de saúde entraram em colapso. Nas unidades de tratamento de pacientes renais, a falta de energia e água está causando a morte dos pacientes, que deve se agravar rapidamente caso a eletricidade não seja restaurada. Francisco Valencia, diretor da Coalizão de Organizações pelo Direito à Saúde e à Vida (CODEVIDA), informou ontem que já havia 15 mortos por falta de hemodiálise: 9 na região de Zulia, 2 em Trujillo e 4 em Pérez Carreño. Valencia explicou: “Na Venezuela, existem 129 unidades de hemodiálise para atender a 10.200 pessoas. A falta de água, luz e tratamento está condenando essas pessoas à morte”. Valencia acrescentou: “Para os que reclamam com Juan Guaidó sobre o que está acontecendo com as pessoas em diálise, saibam que o único responsável por esta catástrofe é o ditador Maduro. Não se enganem sobre quem são os criminosos”. 

Ouça: 


Leia também: 
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...