domingo, 14 de abril de 2019

Alcolumbre confirma que pretende barrar Lava Toga e impeachment de ministros do Supremo


Imagem: Produção Ilustrativa / Folha Política
O presidente do Senado, Davi Alcolumbre, em entrevista após a inauguração do novo aeroporto de Macapá, confirmou que não pretende permitir a instauração da CPI das Cortes Superiores, chamada de Lava Toga, nem dar andamento aos pedidos de impeachment de ministros do Supremo. Os pedidos de impeachment de ministros se acumulam, sem serem apreciados pelo conjunto dos senadores, porque não passam da mesa da Presidência desde os mandatos de seus antecessores, Eunício Oliveira e Renan Calheiros. 

Ouça: 


Sobre a Lava Toga, Alcolumbre afirmou que não se abalou com as críticas por ter determinado o arquivamento. Alcolumbre disse: “‘Eu fui muito criticado sobre a decisão que tomei da CPI. Mas eu sou político eleito, presidente de um poder. Se os advogados, os consultores falaram que aquilo ali não tinha embasamento jurídico e técnico para seguir em frente. Não temos previsão (para colocar a CPI da Lava Toga para votar no Plenário). Isso não está na pauta. Deixe ela ficar do jeito que ela está na CCJ”. 

Leia também: 

Em relação ao impeachment de ministros do Supremo, Alcolumbre disse que nem passa por sua cabeça pautar os pedidos apoiados por milhões de brasileiros. O presidente do Senado disse: “Isso que não está na pauta e nem está passando na cabeça do presidente do Senado pautar isso. Estamos vivendo um momento delicado para o Brasil. Uma briga institucional não vai fazer bem para 200 milhões de brasileiros”. 

Veja também: 







Correio do Poder
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...