segunda-feira, 8 de abril de 2019

'Ficam achando que são imperadores romanos': Senador apoia o fim do mandato vitalício no STF



O senador Confúcio Moura parabenizou as iniciativas dos senadores Reguffe, Álvaro Dias e Elmano Férrer pela implantação de concursos públicos - e não mais indicações políticas - para a constituição de tribunais superiores, inclusive quanto ao STF.

"E eu encerro aqui as minhas palavras hoje parabenizando o Senador Elmano. O Senador Elmano falou aqui há pouca hora, antes, sobre a questão dos ministros de tribunais de contas e ministros nomeados vitalícios. E ele fez um discurso muito calmo e sereno, eu não tinha visto ainda o Elmano falar. Mas eu gostei do discurso dele porque ele falou tranquilo, sereno e apresentou que isso é uma distorção. O ministro entra ali num tribunal de contas desse e em outro lugar e fica lá até os 75 anos de idade, até a lei da bengala. O cara sobe a escada com a bengala e é dono do pedaço. E fica assim todo assoberbado de poderes", relatou.

"Olha, o Senador aqui, que é o maior mandato, tem oito anos. Eu acho que é de bom tamanho ministro também, mesmo do Supremo Tribunal Federal, ser oito anos. Por que não oito anos? Dá uma renovação, azeita a máquina, movimenta as coisas, não é? Não, eu sou vitalício. É como se fosse assim um imperador romano. Eu sou imperador romano. Eu sou Dom Pedro II. Eu vivo no Império. Eu tenho sangue azul, eu não sou gente, eu não sou brasileiro. Eu estou acima dessa mediocridade, desse povão aí embaixo", asseverou o parlamentar. Assista ao vídeo.
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...