quinta-feira, 30 de maio de 2019

Senadora do partido de Bolsonaro 'chuta o balde' e abre o jogo sobre a Câmara: 'Estão dando risada lá'



A senadora Soraya Thronicke, do PSL - partido do presidente Jair Bolsonaro - "abriu o jogo" sobre as tensões entre o Governo Bolsonaro e a Câmara dos Deputados. Ela denunciou táticas abjetas perpetradas pelo comando da Casa e o desconforto infligido ao presidente Jair Bolsonaro e ao ministro Serigo Moro.

"Senador Kajuru, realmente, o Ministro Sergio Moro não queria assinar. O Presidente Bolsonaro não quis que isso chegasse a esse ponto. O Ministro Paulo Guedes não quis que isso chegasse a esse ponto. Está todo mundo aqui apontando para o Governo, quando, na verdade, ninguém lembrou de apontar para a Câmara, para o comando da Câmara e para Deputados que deixaram chegar a essa situação. Isso a gente vai resolver, eu sei, mas deixar chegar ao Senado ao apagar das luzes?! Isso é uma falta de respeito que não tem tamanho! E a gente fica discutindo aqui, e eles estão dando risada lá!", apontou.

"Eles não queriam, o Presidente Bolsonaro não queria, o Ministro Sergio Moro está totalmente, tenho certeza, muito irritado com essa situação, mas foram obrigados. Obrigados por quê? Porque não confiam no comando da Câmara dos Deputados, porque não podem confiar naqueles que se disseram aliados, naqueles partidos, naqueles Deputados, naqueles Parlamentares que ganharam posições no Governo para ajudar, para dar governabilidade e começaram a atrapalhar, pois queriam ministérios, queriam mais espaço. Nada é suficiente, principalmente porque há gente que está vendo que o Governo vai dar certo e não quer que dê certo, porque tem planos para o futuro. E eu não vi ninguém aqui falar nisso. A Câmara enrolou, enrolou, enrolou...", explicou a parlamentar.

Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...