quinta-feira, 4 de julho de 2019

Jovem deputado Marcel van Hattem aponta adulterações em matéria de Glenn Greenwald contra Sergio Moro



O jovem deputado Marcel van Hattem aventou, em discurso no Congresso Nacional, adulterações de informações veiculadas pelo site The Intercept, de Glenn Greenwald, em publicações contra Sergio Moro, ministro da Justiça do Governo Bolsonaro.

"É incrível ver como emprestam credibilidade a um site que publicou claras edições daquilo que diz ser provas. Glenn Greenwald publicou nomes adulterados, errados. Ângelo Goulart Villela seria um dos procuradores que, à época em que as supostas mensagens teriam sido trocadas, estava preso. Mas, quando percebeu o seu erro, foi ligeirinho ao Twitter, Deputado Evair de Melo, e apagou, apagou o seu tuíte, demonstrando claramente que não tem compromisso com a verdade, não tem compromisso nem com o jornalismo sério e ético que, diz ele, Glenn Greenwald, fazer. Além disso, publicou o nome de outra pessoa sob o nome de Monique, a qual disse claramente em nota que não reconhece o conteúdo das conversas publicadas nem o contexto", declarou.

"Por que vocês não defendem o Cunha e o Cabral? Por que vocês não dizem que esses dois têm que ser soltos e colocados em liberdade, já que supostamente o juiz ou os procuradores foram parciais? Por que não? Afinal de contas, se vale para um lado, teria que valer para o outro. Não, porque quem é adepto do partidarismo é justamente quem tem atacado as instituições, com ajuda de um blog falso, com notícias adulteradas, com mensagens adulteradas. E sabe-se lá se de fato são verdadeiras. Nós aqui temos compromisso com a defesa da democracia, do Estado de direito, das liberdades e principalmente das instituições. E estamos fazendo isso aqui com clareza. Viva a Operação Lava Jato! Viva o combate à corrupção! Viva o Brasil!", asseverou.
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...