sexta-feira, 2 de agosto de 2019

Senador confronta defensores de Glenn Greenwald e anuncia discussões sobre impeachment de Toffoli



No decorrer de transmissão ao vivo realizada em frente ao Congresso Nacional, o senador Álvaro Dias abordou a existência de discussões no que tange à votação do impeachment de Dias Toffoli, além de defender a CPI da Lava Toga. Ademais, o parlamentar rebateu os defensores de Glenn Greenwald, responsável pelos vazamentos no site "The Intercept".


Consoante o parlamentar, a "Vaza Jato" é um "puxadinho" da organização criminosa combatida pela Operação Lava Jato. "Aqueles que se fortaleceram roubando, assaltando o Brasil, hoje operam com muita força, também, naquilo que já podemos chamar de operação criminosa 'Vaza Jato'. Com o objetivo evidente de destruir a Operação Lava Jato, restabelecendo a impunidade que fez tão mal ao Brasil nos últimos anos", aventou.

"Quanto ao impeachment, há o pedido da advogada Janaína Paschoal (...) Será um dos temas da reunião com senadores. Nós temos, na gaveta do Senado Federal, vários pedidos de impeachment de ministros do Supremo. É obrigação deliberar a respeito. Nós vamos apelar ao presidente do Senado para que ele submeta à apreciação da Casa. Os 81 senadores devem ter posição a respeito. Assumir responsabilidade. Se houver sustentação jurídica, vamos colocar para que o plenário delibere. O pior dos mundos é ausência de decisão", asseverou.

No que concerne à CPI da Lava Toga, ele hachurou: "Não é uma CPI contra o Judiciário. É a favor do Judiciário. A favor do lado bom do Judiciário. Do lado correto. Eu imagino que magistrados competentes, dedicados e éticos devem desejar a instalação da CPI exatamente para separar o joio do trigo".

Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...