quarta-feira, 2 de outubro de 2019

Bolsonaro confronta a OAB ao falar sobre Adélio, ataca ditador da Venezuela e exalta Forças Armadas



Em pronunciamento por ocasião de assinatura de acordos concernentes à Operação Acolhida, o presidente Jair Bolsonaro abordou investigações sobre o advogado de Adélio e fez uma explanação a respeito de como a democracia foi detratada na Venezuela.

"Lamentavelmente, a OAB entrou com uma ação impedindo que a Polícia Federal fizesse seu trabalho com o material apreendido na residência de um advogado. Advogados têm imunidade para fazerem seus trabalhos, não para cometerem crimes", encetou o chefe de Estado.

"O que aconteceu com a nossa querida, rica e próspera Venezuela? Não foi de uma hora para outra. Começou em 1999. Uma pessoa usando as armas da democracia chegou ao poder. Era uma esperança para muitos, mas a máscara começou a cair", asseverou.

"Começou a comprar o povo com projetos sociais. Mesmo quem não precisava passou a se beneficiar. Ao longo do tempo, aquilo que é mais importante que a vida começou a ser perdido. É a liberdade. Uma prova viva de que quem decide se o povo vai viver na liberdade ou na democracia são as Forças Armadas. São as Forças Armadas que estão mantendo a democracia", salientou ele.
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...