quarta-feira, 30 de outubro de 2019

Eduardo Bolsonaro alerta sobre plano ditatorial, rebate calúnia, denuncia covardia e parte para o confronto em defesa do Presidente Bolsonaro



Em pronunciamento no Congresso Nacional, o deputado federal Eduardo Bolsonaro, filho do presidente Jair Bolsonaro, retrucou uma matéria da Revista Istoé e assestou atos de "calúnia" e "covardia".

Conforme o parlamentar, trata-se de acusações infundadas. "Puro assassinato de reputação. Não tem uma testemunha, um documento, não tem nada. Nada!", salientou.

Neste contexto, ele abordou como há a tentativa de realizar um "terceiro turno". "Quem foi condenado por irregularidade na campanha não foi o Bolsonaro, foi o Haddad. Querem fazer aqui um terceiro turno das eleições. Eles não são democráticos. Querem repetir no Brasil o que estão fazendo no Chile. O Chile é uma referência na América Latina, a maior renda per capita, referência em Previdência. Lá, vige a capitalização. Aqui, vige um Estado grande. Essa galera está louca para voltar e pegar o dinheiro", ressaltou Eduardo.

Assista ao vídeo e deixe o seu like se você apoia o Governo Bolsonaro.
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...