terça-feira, 29 de outubro de 2019

Ministros de Bolsonaro apontam que etanol brasileiro é exemplo de sustentabilidade para o mundo





O ministro de Minas e Energia, Almirante de Esquadra Bento Albuquerque, e o ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, participaram da abertura da 19ª Conferência Internacional DATAGRO sobre Açúcar e Etanol. No evento, os dois ministros enfatizaram a importância do setor sucroenergético na promoção de políticas sustentáveis e na proteção do meio ambiente. 

Em seu discurso, o ministro Ricardo Salles lembrou que o setor sucroenergético é um exemplo de sustentabilidade não só para o Brasil, mas para o mundo, e que os programas brasileiros como o RENOVABIO têm sido reconhecidos pela comunidade internacional, mas não na proporção do reconhecimento que a cadeia sucroenergética do Brasil deveria ter. O ministro lembrou que o governo Bolsonaro vem avançando em sua agenda, no sentido de promover o setor privado, desonerar as atividades produtivas e apoiar o empreendedorismo, e afirmou que o exemplo do etanol brasileiro deve ser copiado em todo o mundo. 

Lembrando que a prioridade do Ministério do Meio Ambiente é a promoção de qualidade ambiental urbana, o ministro Ricardo Salles apontou que o etanol é o principal aliado do meio ambiente na qualidade do ar nos grandes centros urbanos. Segundo Salles, o ar nos nossos grandes centros urbanos não é ruim como o de outras grandes cidades graças ao etanol, graças ao carro a álcool e ao carro flex, uma evolução tecnológica do setor. [z4]~O ministro apontou que o RENOVABIO tem total e absoluto apoio do MMA e sobretudo o apoio do presidente Jair Bolsonaro. O governo vem promovendo uma visão ambiental correta, desmistificando uma série de pontos e colocando o país na posição que ele merece em preservação ambiental.

O ministro de Minas e Energia, Bento Albuquerque, lembrou que neste ano se completaram 40 anos do carro movido exclusivamente a etanol, criado no Brasil, e que um segundo marco do setor foi o lançamento do veículo flex, sendo que um terceiro marco é a criação do programa RENOVABIO e da política nacional de biocombustíveis. Segundo o ministro, o grande resultado do programa será promover a retirada de milhões de toneladas de CO2 da atmosfera, com a remuneração transparente do serviço ambiental realizado pelos biocombustíveis. 

Para Bento Albuquerque, o Brasil será mais uma vez o pioneiro no desenvolvimento sustentável. O ministro apontou os avanços já alcançados pelo ministério de Minas e Energia em menos de um ano e afirmou: “estejam certos que iremos muito além”, lembrando que, na viagem do governo à China, expôs o programa e convidou os chineses a participarem. Segundo o ministro, com cooperação, parceria, transferência de tecnologia e investimentos, teremos uma grande leva de novos investimentos. O encontro dos BRICS será uma excelente oportunidade para atrair novos parceiros, gerando investimentos a partir das condições criadas pelo governo Bolsonaro. 
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...