sexta-feira, 11 de outubro de 2019

Sergio Moro mostra números de 'guerra civil' e escancara como corrupção e crime organizado estão sabotando a economia brasileira - Gov. Bolsonaro



Em pronunciamento no Brasil Investment Forum, Sergio Moro, ministro da Justiça do Governo Bolsonaro, expôs números alarmantes da segurança pública no Brasil e ressaltou o seu compromisso de combater o crime organizado e a corrupção.

"Infelizmente, nos últimos 15 anos, as organizações criminosas foram se fortalecendo por falta de uma política pública mais eficiente e consistente para combater o crime organizado. Claro que teve investigações, algumas medidas, mas não o enfrentamento necessário. Enfrentamento é investigação, prisão, confisco. O devido processo. Uma organização criminosa de São Paulo tornou-se uma organização de cunho nacional, se espalhou. Praticou uma série de atos contra alvos civis e policiais em 2006. Houve uma política de acomodação, uma falta de reação efetiva", asseverou.

"Junto com ela, cresceu a criminalidade violenta. Temos números péssimos. O pior deles em 2016. São números dignos de guerra civil. O principal problema é a naturalização do problema, como ocorreu na época da hiperinflação", complementou.

No ensejo, ele rebateu aqueles que defendem a corrupção como positiva para a economia: "Alguns dizem que a corrupção é boa para os negócios. Alguns argumentam que é 'graxa' para os negócios. O fato é que os estudos mais modernos e o próprio bom senso, seja da avaliação econômica, seja o bom senso ético, mostram que é areia para as engrenagens. O mercado quer previsibilidade, segurança. Trapaça envolvida em grandes esquemas de corrupção não ajuda na previsibilidade dos negócios. Nossa prioridade é o enfrentamento à corrupção, ao crime organizado e à criminalidade violenta".
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...