quinta-feira, 7 de novembro de 2019

Acusado de assassinar Marielle revela que já trabalhou para o PT





Élcio Queiroz, acusado de ser um dos executores da vereadora Marielle Franco, em depoimento ao Ministério Público, relatou que trabalhou para o PT em Nova Iguaçu, quando o ex-senador Lindbergh Farias era prefeito. 




Élcio Queiroz ficou conhecido do grande público após um depoimento de um porteiro afirmar que ele teria sido autorizado a entrar no condomínio onde mora o presidente Jair Bolsonaro pelo próprio presidente, embora ele tivesse ido diretamente para a casa de seu amigo Ronnie Lessa, também acusado.  O depoimento do porteiro, embora conflitante com os fatos, foi amplamente divulgado pela velha imprensa.  Em seu depoimento, Élcio Queiroz afirma que não conhece mais ninguém no condomínio.

Para explicar que não teria qualquer antipatia contra o PSOL, partido da vereadora assassinada, Élcio Queiroz afirmou que chegou a trabalhar para o Partido dos Trabalhadores. Revelou, então, que foi assessor do PT em Nova Iguaçu, quando o prefeito era Lindbergh Farias. E acrescentou que Farias era “o melhor patrão que já teve”.

Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...