domingo, 17 de novembro de 2019

Deputados se levantam para lutar por prisão em segunda instância, denunciar STF e rebater esquerdistas



Em pronunciamentos na Câmara dos Deputados, os deputados José Medeiros, Otoni de Paula e Bibo Nunes defenderam os anseios populares por prisão após condenação em segunda instância.

"Como é triste nós vermos que o STF se tornou uma casa de interesses políticos. Como é triste ver que o STF, a Suprema Corte, se curva. É por isso que o povo brasileiro não se sente representado pela Suprema Corte de nosso país. O STF, para quem não sabe, tem como seu princípio de existência julgar a legalidade. Tirando os casos de foro privilegiado, não cabe ao STF determinar culpados ou inocentes", asseverou Otoni de Paula.

"Isso cabe à primeira ou à segunda instância. O STF analisa se houve um bom andamento do processo legal. Os senhores sabem qual é a resposta? Em 98 a 99% dos casos, sempre há o devido processo legal amparado. Portanto, o STF é apenas uma casa revisora do processo quando não há foro privilegiado", explicou ele.

No ensejo, o parlamentar fez uma convocação: "O que vai acontecer com essa decisão tão distante do povo brasileiro é que os grandes escritórios de advocacia que Lula pode pagar, que o PT pode pagar, vão usar de recursos que eles sempre usaram. Recursos que são protelatórios, objetivando a prescrição da sentença dada pelo colegiado de segunda instância. Agora, a responsabilidade vem para esta Casa. Não podemos nos curvar à falta de patriotismo de alguns!".
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...