quarta-feira, 20 de novembro de 2019

Janaína Paschoal aponta crimes de Toffoli e alerta Alcolumbre: ‘Vossa Excelência precisa decidir’





A jurista Janaína Paschoal e membros da associação MP Pró-Sociedade apresentaram ao Senado um aditamento ao pedido de impeachment do presidente do Supremo Tribunal Federal, ministro Toffoli. Segundo os autores, o presidente do Supremo incorreu em novo crime de responsabilidade ao requisitar dados financeiros sigilosos de 600 mil pessoas e empresas. 




O pedido inicia-se com a frase: “Pedir o afastamento do ministro Dias Toffoli não significa atacar o Supremo Tribunal Federal; implica defendê-lo!”. Após uma explicação sobre o cabimento de um aditamento ao pedido de impeachment, os autores passam a explicar os fatos que levam ao pedido. 
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...