sexta-feira, 15 de novembro de 2019

Presidente do BNDES nomeado por Bolsonaro impressiona em encontro do BRICS - Gustavo Montezano



Por ocasião da XI Cúpula dos BRICS, o Ministério das Relações Exteriores (MRE) e a Fundação Alexandre de Gusmão (FUNAG) transmitiram, ao vivo, o seminário “O NDB [Novo Banco de Desenvolvimento] e o Brasil: Parceria Estratégica para o Desenvolvimento Sustentável”. O evento contou com a participação do Ministro de Estado da Economia, Paulo Guedes; do Presidente do BNDES, Gustavo Montezano; do Presidente do NDB, Kundapur Vaman Kamath, entre muitas outras autoridades. Montezano salientou suas perspectivas sobre o passado e o futuro do BNDES e do Brasil.

"É muito interessante como os problemas, os desafios e as oportunidades são, basicamente, os mesmos. São idiomas e continentes diferentes, mas os desafios e oportunidades são idênticos. Estamos trabalhando em conjunto para enfrentar esse novo mundo. O mundo mudou. Está mudando substancialmente em termos sociais, econômicos, de fluxo de capital", salientou.

"O nosso país mudou. Está passando por uma transformação completa. Filosófica, de abertura de mercados. Reposicionamento completo: 180 graus. Na forma de se relacionar com o mercado, com o governo", garantiu ele.

No ensejo, ele assestou erros de gestões anteriores e como pretende mudar esta situação. "O banco inicialmente construiu estradas, pontes, cidades. Ajudou a industrializar o Brasil. O banco competia com juros extremamente subsidiados. Era impossível competir com esse elefante. Custou caro, muito caro. Em termos reputacionais, econômicos e sociais. É importante consertar os erros e se preparar para o futuro que se aproxima de forma rápida e até assustadora. Nos últimos 15 anos, não faltou dinheiro. O que se fez foi uma péssima alocação de recursos".
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...