sábado, 28 de dezembro de 2019

General Mourão revela conversa com presidente do Peru e pedido inusitado ao presidente Bolsonaro



Em pronunciamento para empresários, o vice-presidente da República, General Mourão, revelou um pedido inusitado do presidente do Peru, Martín Vizcarra, ao presidente Jair Bolsonaro.

"A nossa América do Sul é um condomínio de países periféricos. Nos falta a capacidade de influenciar de forma mais proeminente no Concerto das Nações. Há muitas idiossincrasias nossas que tolhem a nossa capacidade de crescer, assim como a instabilidade dos regimes - muito bem retratada, tirando o caso da Venezuela. A Venezuela é um caso único de tomada do poder utilizando as instituições democráticas e, consequentemente, uma autodestruição do próprio país", encetou o general.

"Na Colômbia, houve uma greve geral pela questão da desigualdade, do narcotráfico, das organizações guerrilheiras, pelo fato de o Estado Colombiano não controlar áreas de seu país. Temos o Equador que, como todo país petroleiro, quando obrigado a fazer um aumento no preço do combustível, há uma turbulência", acrescentou ele.

"No Peru, o presidente foi obrigado a fechar o Congresso, o qual não aprovava as indicações dele para a Suprema Corte. Estão aguardando novas eleições. Hoje, ele não pode sair do país por não ter um vice-presidente. Tive a oportunidade de visitar o Peru, tive uma conversa com o presidente, vi um homem angustiado. Ele pediu que o nosso presidente Jair Bolsonaro fosse lá para conversar com ele, ele precisa de algum tipo de apoio. O Brasil é o grande país da América do Sul, temos de exercer a nossa liderança aqui", argumentou o vice-presidente.
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...