terça-feira, 31 de dezembro de 2019

Paulo Guedes faz exposição brilhante de planos de Bolsonaro, causa risadas abordagem bem-humorada e é intensamente aplaudido



Em palestra no "2º Macro Day - Banco BTG Pactual", ocorrida neste ano, Paulo Guedes, ministro da Economia do Governo Bolsonaro, discorreu a respeito da mídia brasileira, das redes sociais, dos planos de Bolsonaro e no que tange ao desenvolvimento econômico brasileiro.

"A economia estava fechada. Era uma das economias mais fechadas do mundo. Centésimo trigésimo oitavo lugar. Tem dois ou três mais fechados que o Brasil, parece que Etiópia. Falamos com Mercosul. Falamos com Europa. Com os americanos, ficou mais fácil. Tinha um negociador difícil, mas desmontamos com uma frase. Quando o Trump perguntou como estava indo, reclamamos que ele estava nos tratando como se fôssemos a China. O Trump olhou para o cara e acabou", brincou o ministro.

"Nós colocamos pressão e eles são práticos. Estão em uma guerra comercial do lado de lá. Sabem que os chineses tornaram a África um reduto de matéria-prima deles. Fizemos um troca de eixo. De economia fechada, vamos abrir decisivamente. Aqui ou ali, as circunstâncias vão empurrando. Mercosul, Europa. Conversando há muito tempo, por que não fecharam?", questionou Guedes.

"Nós temos que ser um só time, com uma visão. Com vários métodos, várias divisões, vários exército. Não pode ter quatro, cinco ministérios. Um atirando no outro. A Fazenda quer abrir, o ministério de Indústria e Comércio quer fechar. Assim, não dá. Tem que ter uma só visão. (...) Eu nunca tive nenhuma dúvida a respeito da resiliência da democracia brasileira. O legislativo mostrou sua independência ao fazer impeachment, o Executivo tentou comprar influência parlamentar, despertou o Judiciário, quem comprou e quem vendeu", asseverou.
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...