domingo, 12 de janeiro de 2020

Ministro de Bolsonaro, Tarcísio retruca Macron e Merkel e denuncia como ideológicos estão condenando o Brasil à pobreza



Em palestra para alunos e professores do IME, Tarcísio Gomes de Freitas, ministro da Infraestrutura do Governo Bolsonaro, assestou como militantes ideológicos ambientalistas estão atrasando o desenvolvimento do Brasil e retrucou ataques de Macron e Merkel contra o presidente Jair Bolsonaro.

"Foram apresentados projetos de lei no Congresso para mudar a matriz de risco ou para alongar o tempo de investimento. Isso é uma mensagem ruim para o investidor lá de fora. Ele pensa o seguinte: o mercado brasileiro é um mercado fechado. Não adianta eu participar de uma licitação, me preparar para participar da licitação. Alguém pode ser agressivo na hora do bid, não tem condições para cumprir aquele projeto e, depois, o governo passa a mão na cabeça", relatou.

"Não vamos passar a mão na cabeça de ninguém. (...) Precisamos tratar também o risco ambiental. Todo mundo enxerga o risco do meio ambiente como importante. E é. No Brasil, a questão ambiental está absolutamente tomada pela ideologia. O licenciamento deixou de ser técnico, passou a ser ideológico. Começam a não concordar. 'Não concordo com exploração de petróleo porque acho que tem fontes de energias melhores, então vou rejeitar'. O órgão ambiental começa a impor uma política pública ao Estado", denunciou o ministro.

"Alguns, não conseguimos explorar, não podemos explorar porque a gente não consegue tem licença. Elas são negadas de forma muito sutil, rejeitando os estudos ambientais que são apresentados. Estamos condenando parcelas de nossa sociedade ao subdesenvolvimento. Isso é contrato com a pobreza. É voto de pobreza. Se for para fazer voto de pobreza, é bom também fazer de castidade e obediência, assim ao menos salva a alma e vai para o Céu", criticou Tarcísio.
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...