terça-feira, 4 de fevereiro de 2020

Bolsonaro 'enquadra' governadores do Nordeste que se recusaram a implementar escolas cívico-militares



O presidente Jair Bolsonaro participou, nesta manhã, da cerimônia de lançamento da pedra fundamental do Colégio Militar de São Paulo, que será o maior do Brasil. Em seu discurso, o presidente lembrou que oito dos nove governadores do Nordeste recusaram o projeto das escolas cívico-militares.

Bolsonaro lembrou que o ensino brasileiro ficou entre os piores do mundo, em último lugar da América Latina, no último exame do PISA, realizado na gestão anterior. O presidente apontou que, para esses governadores que recusaram o projeto, “a escola está indo muito bem, formando militantes e desinformando, lamentavelmente”.

O presidente disse que “o Brasil chegou a uma situação na Educação em que não pode ser ultrapassado por mais ninguém”, pois já está em último lugar, mas, se fossem considerados apenas os alunos das escolas militarizadas, o País estaria entre os 10 melhores do mundo.

Lembrando sua infância, Bolsonaro apontou que, mesmo em uma região pobre, tendo acesso a uma boa biblioteca e a bons professores que podiam exercer sua autoridade, foi aprovado no concurso para a Academia Militar das Agulhas Negras, e disse: “É uma prova de que, quando o ensino é levado a sério, podemos atingir o que sonhamos, para cada um de nós”.
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...