sábado, 15 de fevereiro de 2020

Bolsonaro humilha Nicolás Maduro, ditador da Venezuela, e faz jornalistas se arrependerem de manipulações



Em coletiva de imprensa, o presidente Jair Bolsonaro retrucou declarações de Nicolás Maduro, ditador da Venezuela, e rebateu manipulações a respeito de suas relações com o ex-capitão Adriano da Nóbrega.

"Como é que vocês têm tempo para perder ouvindo o que o Nicolás Maduro fala? Eu não tenho tempo. Vá no dicionário, eu não tenho tempo para isso", retrucou o presidente.

"Quem é responsável pela morte do capitão Adriano? PM da Bahia. Do PT. Medalha de 2005: ele foi absolvido em segunda instância. Sem querer defendê-lo. Naquele ano, ele era um herói da Polícia Militar. A imprensa sempre condena o policial e sai em defesa do marginal", prosseguiu ele.

"A imprensa diz que é queima de arquivo. Eu é que pedi para o meu filho condecorar. Ele era um herói. Eu que determinei. Meu filho condecorou centenas de policiais. Se vocês tiverem o mínimo de zelo e buscarem na ALERJ, raros são os deputados que não deram centenas de condecorações. Isso foi há 15 anos. As pessoas mudam. Para o bem ou para o mal, mudam", realçou Bolsonaro.
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...