sábado, 1 de fevereiro de 2020

Deputado aliado de Bolsonaro denuncia plano para derrubada do ministro Weintraub e rebate Rodrigo Maia - Otoni de Paula



Otoni de Paula, deputado federal aliado do presidente Jair Bolsonaro, denunciou por quais motivos, conforme o seu entendimento, a esquerda e Rodrigo Maia, presidente da Câmara, pretendem derrubar Abraham Weintraub, ministro da Educação do Governo Bolsonaro.

"O que o ministro Weintraub fez de errado para ser atacado não só pela esquerda, mas também por Rodrigo Maia, presidente da Câmara? Vamos entender este jogo de poder. Se a economia do país pode ser comparada às pernas do país, se a economia não vai bem, o país não caminha, o MEC pode ser comparado ao coração do país. O Ministério da Educação é o que podemos chamar de coração do Governo Bolsonaro", encetou ele.

"Por que é importante Jair Bolsonaro ter escolhido o ministro Abraham Weintraub para ocupar este cargo? Durante anos, o PT esteve à frente do país e aparelhou o MEC. Para você ter uma ideia, dos 600 mil servidores federais que estão na ativa, 300 mil estão no MEC. Não, você não ouviu errado, 300 mil estão no MEC. E Dilma colocou mais 100 mil servidores no último ano de seu governo. Ou seja, o MEC virou um grande cabide de emprego da esquerda, daqueles que queria assaltar este país", salientou o parlamentar.

"É importante, portanto, você compreender que o MEC sempre foi o coração dos interesses da esquerda. Era ali que eles deveriam aparelhar o Brasil. Doutrinar o coração dos nossos jovens, adolescentes. Eles entendiam que o MEC era vital para eles. Quando o ministro Weintraub chegou ao MEC, foi com o seguinte desafio: desarticular a ideologia de esquerda que estava infiltrada no MEC", frisou o deputado.
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...