quarta-feira, 18 de março de 2020

Moro faz pronunciamento ao lado de Bolsonaro e rebate: ‘seria uma solução muito simplista simplesmente abrir as portas das prisões’





O ministro da Justiça e Segurança Pública, Sérgio Moro, participando da coletiva juntamente com o presidente Jair Bolsonaro e outros ministros, explicou as ações de seu ministério no enfrentamento da pandemia. Moro disse que há uma expectativa de que todos os brasileiros compreendam a seriedade da conjuntura, mas que foram definidas as consequências do descumprimento das ordens que visam proteger a população. 




O ministro explicou que foi ordenada a restrição de entrada de pessoas provenientes da Venezuela, já que o sistema de saúde pública daquele país entrou em colapso já há algum tempo e o Brasil não teria condições de absorver demanda vinda da Venezuela. Moro disse que medidas semelhantes podem ser tomadas em relação a outros países. 

Moro enfatizou a necessidade de manter as atividades do sistema de segurança pública, já que os criminosos não reduzem suas atividades por conta da epidemia. Em relação ao sistema penitenciário, Moro lembrou que só pode decidir sobre o sistema federal. Nos presídios estaduais, o ministério pode apenas recomendar a restrição das visitas, para proteção dos presos e de seus familiares. 

Quanto à sugestão de soltar presos, Moro foi direto, dizendo: “seria uma solução muito simplista simplesmente abrir as portas das prisões, já que isso deixaria vulnerável o restante da população”. 

O ministro Sérgio Moro também tratou da proteção dos interesses dos consumidores em meio à pandemia. 

Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...