segunda-feira, 29 de junho de 2020

Após repercussão negativa, ministro do STF diz que ‘curtiu sem querer’ post contra o presidente




O ministro do Supremo Tribunal Federal, Luís Roberto Barroso, causou polêmica ao curtir uma publicação com entrevista do deputado Kim Kataguiri, que dizia, sem qualquer evidência, que o presidente Jair Bolsonaro teria o “sonho” de “fechar o Congresso e o STF”. A atitude do ministro, que também é presidente do Tribunal Superior Eleitoral, gerou indignação e reações imediatas. 


O jornalista Rodrigo Constantino, em vídeo, disse: “Um deputado federal faz uma declaração gravíssima, leviana, irresponsável dessas numa revista, e o ministro do Supremo vai lá e curte. Meus caros, se vocês não perceberam a gravidade disso, o que isso representa, o simbolismo por trás disso, de que há um sistema tentando derrubar um presidente eleito com quase 58 milhões de votos, você está hibernando”. Constantino alertou ainda que o ato do ministro não é isolado, lembrando que outros ministros também se manifestaram abertamente contra o presidente. 

O jornalista Guilherme Fiuza também alertou, dizendo: “O ministro Luís Roberto Barroso endossou a afirmação de um deputado de que o presidente da República quer fechar o STF. Ou o ministro Barroso assume publicamente essa grave suspeição contra o presidente ou os brasileiros estarão autorizados a concluir que ele está conspirando…”

Após a repercussão, Barroso afirmou que a “curtida” foi involuntária. O presidente do TSE disse: “Curti ontem um post sem querer. Ainda estou me adaptando a esta rede. Não curto posts com conteúdo de polarização política. Ao contrário, busco contribuir para o aprimoramento das instituições e para o debate racional de ideias. Agradeço a quem me alertou sobre o engano”.

Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...