terça-feira, 30 de junho de 2020

Jovens deputados apontam ‘aberração’ de Alexandre de Moraes, do STF, e confrontam inércia do Senado





Em pronunciamento ao vivo, os deputados Marcel van Hattem e Gilson Marques fizeram uma explanação fundamentada no que concerne aos “excessos” de Alexandre de Moraes, do STF, e de suas recentes ações no âmbito do inquérito “fake news”. 

Marcel pontuou: “O inquérito ‘fake’, como tenho chamado, é um dos piores exemplos disso. Além de ser o único a definir, ainda é o cara que investiga e o cara que vai punir. É a suposta vítima, é o acusador. Ele foi indicado pelo Toffoli, o que é irregular. Deveria ser por sorteio, não com indicação de relator. Está responsável pela indicação e pela punição. É um absurdo, uma aberração”.

Ele protestou diante da expressa violação à Constituição Federal e da inércia do Legislativo: “Em nenhum país democrático isso pode ser considerado constitucional. O Legislativo não está exercendo seu poder apropriadamente. Ele poderia dar um basta nos excessos do Supremo (...). Eles formam, em muitos aspectos, mais uma Corte política do que jurídica. Eu fico estarrecido com o tanto de opinião que os ministros do STF emitem”.

Gilson Marques, por sua vez, assinalou: “Como o Poder Legislativo tem se afrouxado, o STF vem se empoderando cada vez mais. Aí, a gente tem uma inversão de hierarquia. Em um país democrático, o que seria o ideal? Que os poderes estivessem em pé de igualdade, mas não é o que acontece. O Legislativo toma uma decisão, o STF vai lá e toma outra decisão. Isso vem se tornando corriqueiro (...). O poder maior está concentrado em 11 ministros”.

Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...