segunda-feira, 15 de junho de 2020

Roberto Jefferson humilha Rodrigo Maia, rebate STF, defende Bolsonaro e denuncia golpe de FHC e mídia



Em transmissão ao vivo com o deputado federal Filipe Barros, aliado do presidente Jair Bolsonaro, Roberto Jefferson, presidente do PTB, criticou severamente Rodrigo Maia - presidente da Câmara dos Deputados -, denunciou a articulação de um golpe contra o presidente Jair Bolsonaro e assestou a existência de um conluio de FHC com a Rede Globo e outras mídias.

"Rodrigo Maia deu uma entrevista e aceitou ser chamado de primeiro-ministro. Ele, todo pimpão, todo vaidoso, todo redondo, todo inflado igual a um zepelim. Ele aceitou ser chamado de primeiro-ministro e cometeu um equívoco gravíssimo. Sendo presidente da Câmara dos Deputados, ele não poderia atacar o ministro da Economia, Paulo Guedes. Isso tem um reflexo imediato", asseverou.

"Nos juros, na subida dos juros, na queda da Bolsa, na subida do dólar. Sem pensar nisso, ele não é criança, ele é economista, filho de um grande economista. Ele atacou, disse que o ministro Paulo Guedes não é um homem sério. Se o presidente da Câmara dos Deputados do Brasil diz na VEJA, que é lida por todo investidor nacional e internacional, que o ministro da Economia de Bolsonaro não é sério, ele quer o quê?", acrescentou Jefferson.

"Ele vem na mesma toada do Fernando Henrique para fazer o impeachment do presidente Jair Bolsonaro. Eu ajudei o FHC a fazer o impeachment da Dilma e estive contra ele no impeachment do Collor quando ele coordenou. Ele primeiro faz a coordenação na mídia. Atacam o tempo inteiro. Se abraça o povo, é criminoso. Não tendo argumentos, é esta mesquinharia. CNN, Band, Globo, uma voz uníssona, uma tentativa de desestabilizar e desequilibrar o presidente", denunciou ele.
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...