quinta-feira, 16 de julho de 2020

Deputado Gil Diniz retruca Joice Hasselmann e ‘detona’ STF após ser expulso por apoiar Bolsonaro





Em pronunciamento ao vivo, o deputado federal Gil Diniz ratificou sua postura diante do STF, comentou a sua expulsão do PSL e, ao explicar os conflitos com Joice Hasselmann e a direção estadual do partido, salientou seu apoio ao presidente Jair Bolsonaro.


O parlamentar expôs: “Não tem como defender as atitudes que o PSL vem tomando nos últimos tempos. A alegação é de que nós participamos de atos antidemocráticos. Veja se participei de algum ato em que pedimos uma revolução comunista, uma ditadura do proletariado. Vocês jamais me viram pregando, por exemplo, intervenção militar. Jamais levantei uma placa pedindo intervenção militar”.

No ensejo, Gil frisou: “Está claro que estão punindo dois parlamentares por participarem de manifestações. Eles cresceram na ‘onda Bolsonaro’, participaram das manifestações ‘Fora Dilma’, ‘impeachment’ e, agora, nos acusam de participar de atos antidemocráticos por apoiarmos Bolsonaro. Eu disse e reafirmo aqui, eu tenho vergonha do STF. Isso não tem nada a ver com ato antidemocrático. Pelo contrário! A gente defende a independência entre os poderes. Executivo, Legislativo e Judiciário”.

Ademais, o deputado complementou: “Não me dobro a parlamentares medíocres. Apoio o presidente Jair Bolsonaro. Não é verdade que passamos de atos antidemocráticos. Não podemos deixar que manchem nossa honra. Estamos sendo perseguidos por nosso lealdade ao presidente Bolsonaro. Fico feliz pela confiança de meus amigos”.

Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...