terça-feira, 29 de setembro de 2020

Bolsonaro rebate críticas e alerta: ‘podemos ter problemas sociais gravíssimos’



Ao sair do palácio do Alvorada esta manhã, o presidente Jair Bolsonaro conversou com cidadãos que o aguardavam, e alertou para o risco de graves distúrbios sociais a partir de janeiro de 2021. O presidente disse: “Acho que todo mundo tem consciência de que milhões de empregos foram destruídos com a política do “fique em casa, a economia a gente vê depois”. Chegou a fatura aí.  A previsão é para janeiro do ano que vem termos 20 milhões de pessoas quase sem renda. E nós temos que ter uma alternativa para isso, senão os problemas sociais serão enormes. Agora, tudo o que o governo pensa, ou gente ligada ao governo, ou líderes partidários pensam, se transforma em críticas monstruosas contra nós. Agora, eu quero ver alternativa. Porque, se esperar chegar 2021 para ver o que vai acontecer, podemos ter problemas sociais gravíssimos no Brasil. Estou falando “problemas sociais”, que é uma forma educada de falar, para distúrbios sociais. A esquerda pode aproveitar-se disso e incendiar o Brasil”.

Bolsonaro rebateu críticas e pediu sugestões, dizendo: “Quando tiver que criticar alguém, não é o presidente. É quem destruiu os empregos de mais de 20 milhões de pessoas. Emprego ou renda”. O presidente afirmou ainda que, se não houver solução para a economia, não se furtará a tomar decisões. Bolsonaro disse: “Pior que uma decisão mal tomada é uma indecisão. Eu não vou ficar indeciso. O tempo está correndo. Tá o tic-tac correndo. Tá chegando janeiro de 2021. Precisamos de alternativa para 20 milhões de pessoas que vão ficar sem renda. É esse desafio que eu passo para a população brasileira. Isso equivale a aproximadamente 10% da população”.

O presidente reiterou a necessidade dos líderes políticos tomarem decisões em momentos de crise. Bolsonaro lembrou que, desde o início da pandemia, alertou para os erros das políticas de lockdown, e afirmou: “Eu falei lá em março que estava errada essa política. Está acontecendo tudo o que eu falei. Ser presidente, governador, prefeito não é sentar na cadeira e ver a banda passar. Tem que tomar decisões, tem momentos difíceis. Não tem momento mais difícil do que eu estou vivendo neste momento aqui no Brasil - e tem que tomar decisões”. 


Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...