sexta-feira, 4 de setembro de 2020

Deputado apoia reforma de Bolsonaro e Paulo Guedes e exige fim de aposentadoria para juízes que cometerem crimes



Em pronunciamento ao vivo, o deputado federal Bibo Nunes, aliado do presidente Jair Bolsonaro, abordou a Reforma Administrativa enviada por Paulo Guedes para o Congresso Nacional. O parlamentar salientou o que considera um dos principais pontos da reforma: o fim da aposentadoria com vencimentos proporcionais para funcionários públicos que cometerem crimes.

Bibo destacou como esta regra desmoraliza o Judiciário. Ele declarou: “Era uma vergonha a aposentadoria compulsória para quem comete um crime ou falta gravíssima quando está no cargo público. Isto se adapta mais a juízes, por exemplo. O juiz, que é pessoa do bem, tem que ser exemplo, cumprir a lei. Se comete um crime, sabe qual é a punição do juiz? Ser aposentado e ir para a casa recebendo vencimentos proporcionais”.

O parlamentar acrescentou: “Essa Reforma Administrativa prevê o fim dessa aposentadoria obrigatória só para o Poder Executivo. Esse exemplo tem que ser, também, para o Poder Legislativo, juízes, promotores. Todos. Ninguém pode escapar. Isso é um grande absurdo. Como alguém comete um crime na vida pública e a punição é a aposentadoria com vencimentos proporcionais?”.

Ele frisou, ademais, a disparidade de direitos quando se compara à situação de trabalhadores de empresas privadas, autônomos e empresários: “Isso é uma vergonha. Em qualquer empresa, você que é empresário, funcionário de empresa privada, profissional liberal, não tem vantagem alguma, não tem regalia”.


Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...