segunda-feira, 26 de outubro de 2020

General Leal expõe atuação das Forças Armadas na Amazônia e rebate distorções em audiência no STF



Em audiência pública no STF, o General de Brigada José Eduardo Leal de Oliveira pronunciou-se a respeito da presença das Forças Armadas na Amazônia e aventou as ações empreendidas com a coordenação do Ministério da Defesa e após determinação do presidente Jair Bolsonaro por meio de decreto.

O general principiou descrevendo a Amazônia: “O que é a Amazônia Legal? Compreende 61% de todo o território brasileiro, com 5.2 milhões de km2. Apenas 14% da nossa população está nessa enorme área. Há um grande vazio demográfico. Compreende 3 biomas, sendo o Bioma ‘Amazônia’ o mais significativo. Envolve nove estados da nossa federação”

Ademais, ele descreveu: “A Floresta Amazônica: 49% do território brasileiro, mais de 4 milhões de km2, 84% dessa floresta permanece recoberto por vegetação nativa. Ela representa a maior floresta tropical ainda existente no planeta, equivalendo a 15 países europeus. A presença das Forças Armadas na Amazônia: são grandes comandos operacionais, 2 da Marinha, 4 do Exército e 4 da Força Aérea. Nos últimos anos, vem apresentando um aumento da presença militar na Amazônia Legal. O efetivo das Forças Armadas na Amazônia chega a 45 mil homens e mulheres com suas respectivas famílias”.

Neste contexto, o oficial distinguiu focos de calor, queimadas e incêndios ilegais, ressaltando: “As Forças Armadas atuam na defesa de nossa soberania. Muitas vezes, é encargo das Forças Armadas ter o único atendimento médico e social nessas áreas tão distantes”. No ensejo, ele apresentou dados de resultados de ações das Forças Armadas e assinalou: “contra fatos, não há argumentos”.


Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...