terça-feira, 17 de novembro de 2020

Bolsonaro alfineta Luciano Huck, expõe ‘moda’ lançada pelo apresentador e compra de avião com empréstimo do BNDES



Em conversa com apoiadores na entrada do Palácio da Alvorada, o presidente Jair Bolsonaro alfinetou Luciano Huck, apresentador da Rede Globo que será um possível adversário em 2022. Bolsonaro relembrou a compra de um avião com juros subsidiados pelo BNDES e uma controversa campanha de vestuário para crianças.

Bolsonaro declarou: “Para 2022, a gente tá vendo que tem aqueles mesmos grupos de sempre. O grupo da esquerda, de centro, um pessoal mais progressista aí como um apresentador de televisão, que inclusive lançou uma moda infantil, há poucos anos, alguém sabe, ou não? Posso divulgar na internet. A camiseta: ‘Vem ni mi que tô facim’. É esse tipo de gente que se apresenta. E não é só isso. A gente vê que não tem como dar certo. Compra avião no BNDES pagando 4% de juros”.

No ensejo, ele explicou como faz uso do cartão corporativo: “Cartão corporativo, eu só tenho um. Outros são para pagar tudo aqui. Só de energia, são R$100.000,00. Um país que não tem poder de dissuasão não pode acreditar só na diplomacia. O que eu pude fazer até agora eu fiz, através de decretos. Facilitou muito para a pessoa de bem comprar uma arma. A própria indústria bélica confirma isso, pelo aumento da vendagem. Conseguimos, com o apoio do Congresso, dar o porte estendido para o homem do campo. Antes, só podia dentro de casa. Agora, pode andar todo o perímetro da propriedade sem problemas”

Ademais, o presidente Bolsonaro voltou a comentar o resultado das eleições municipais ocorridas neste domingo: “Às vezes, você tem dificuldade para convencer o vizinho. Você quer que eu convença o Brasil? Fiz uma campanha muito discreta. Foram 4 lives, 3 horas, não foi mais do que isso. Estou cheio de processos porque usei o Wifi daqui. O cara reclama, não é? Ah, você está apoiando o João aqui na Cidade A. Eu respondo: ‘Qual é seu candidato?’. Ele não responde. Mesma coisa do remédio - vários estudos. O cara lá na África chegava com malária e covid. Usava a HCQ, e se safava. Critica, mas qual a alternativa? Era ir pra casa e esperar ter falta de ar? Falaram até que provocava aceleração do coração”.

O chefe de Estado explicou, ainda, como pretende proteger os policiais de ações injustas: “O que quero para os policiais é o excludente de ilicitude. Diminui, pode ter certeza, drasticamente a violência no Brasil. Ninguém quer dar carta branca para matar. Quero te dar o direito de não morrer. Alguns acham que isso é violên*. Minha cidade, Eldorado Paulista, acho que não tem 2 mil pessoas e os problemas são de mais lá”.


Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...