domingo, 8 de novembro de 2020

General Mourão responde sobre riscos ao Brasil e à Amazônia com Joe Biden na Presidência dos EUA


Em coletiva de imprensa, o vice-presidente da República, General Mourão, aventou as perspectivas do Governo Bolsonaro diante da possibilidade de Joe Biden ocupar a Presidência nos EUA. A repórter questionou Mourão a respeito de recente declaração de Joe Biden sobre “unir o mundo” contra o Brasil para pressionar pela preservação da Amazônia.

O general encetou: “Todos nós temos de ter a consciência muito clara de que um dos últimos espaços vazios do mundo e que engloba uma quantidade enorme de riquezas naturais, a maioria delas desconhecida, até porque o dado que nós temos é que a gente só conhece 5% da biodiversidade da Amazônia, os outros 95% estão para serem descobertos”.

Ademais, ele esclareceu: “A Amazônia, como um todo, detém um quinto da água doce do mundo. A água vai ser um problema daqui a 10, 15 anos. Muitas nações já se ressentem da falta de água. Compete a nós, que detemos esse patrimônio e recebemos das pessoas que ocuparam esse território e estabeleceram-se nele, trabalhando no sentido de demonstrar ao restante do Mundo, independente de quem for o líder da maior potência mundial de ocasião, os nossos compromissos com a proteção, a preservação e o desenvolvimento da região. Vamos deixar muito claros esses compromissos”.

Neste contexto, o vice-presidente salientou que não está alarmado: “Não estou preocupado se o senhor Joe Biden for o vencedor das eleições norte-americanas. Nossa ligação é de Estado para Estado desde a época da independência, somos membros da mesma civilização, a Civilização Ocidental, e temos de buscar nossos interesses. Algo que é básico na diplomacia é a busca do benefício mútuo, é o que estamos buscando e sei que os EUA também agirão desta maneira”.

Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...