quarta-feira, 11 de novembro de 2020

Ministro Ernesto Araújo lança Diálogo Brasil-EUA-Japão e países avançam em redes 5G limpas e proteção ao meio ambiente



O Ministro das Relações Exteriores, Ernesto Araújo, participou ontem (10/11/2020), em Brasília, do lançamento do Diálogo Trilateral Brasil-Estados Unidos-Japão. A seguinte declaração conjunta foi emitida na ocasião:

“Altos representantes do Brasil, Japão e Estados Unidos reuniram-se para lançar o Diálogo Trilateral Brasil-EUA-Japão (JUSBE). Na esteira dos tradicionais vínculos que mantêm, baseados em valores compartilhados tais como liberdade, direitos humanos, democracia e o Estado de Direito, os três países almejam uma ordem internacional livre e aberta, onde países prosperam lado a lado como Estados soberanos e independentes.

Tendo em conta a necessidade sem precedentes de mais ações coletivas e coordenadas, em razão da pandemia da COVID-19, os três países reafirmaram, de modo determinado e unânime, seu compromisso em trabalharem juntos pela superação da crise e pela conformação de uma nova trajetória pós-pandemia.

Por meio do Diálogo, representantes dos três países identificaram três pilares como fundamentos do JUSBE: intensificação da coordenação de políticas sobre questões regionais; busca de uma prosperidade econômica compartilhada; e fortalecimento da governança democrática. Considerando que o JUSBE é uma parceria orientada pela obtenção de resultados, diversas realizações concretas foram discutidas nesses três pilares.

Compartilhamento de perspectivas sobre questões regionais

Os três países convergiram na visão de que a paz e estabilidade regionais constituem o fundamento da prosperidade econômica e da governança democrática. Com esse propósito, como países que compartilham valores comuns como democracia e liberdades fundamentais, continuarão a intercambiar perspectivas sobre as situações regionais por meio do JUSBE e dos mecanismos bilaterais existentes, assim como a agir para assegurar que nossas regiões permaneçam livres e abertas sob uma ordem baseado no Estado de Direito.

Prosperidade econômica compartilhada

Os três países são democracias e economias com posição de liderança em suas respectivas regiões. Como parceiros que compartilham valores comuns, intensificarão a cooperação existente para fortalecer os ambientes de negócios, ampliar investimentos estrangeiros, promover conectividade regional, apoiar o desenvolvimento sustentável e o crescimento econômico, e aumentar a segurança cibernética para promover economias digitais vibrantes que se baseiem em uma internet aberta, interoperável, confiável e segura.

Os três países afirmaram seu compromisso em assegurar um ecossistema de redes de comunicações que seja seguro, confiável e vibrante, bem como em desenvolver uma abordagem comum quanto à utilização de redes 5G transparentes, seguras e baseadas na livre e justa concorrência e no primado do direito, em linha com suas legislações nacionais, prioridades na formulação de políticas e obrigações internacionais.

Governança democrática

Democracia e boa governança são fundamentos essenciais da prosperidade, do crescimento econômico e do respeito à dignidade humana, assim como auxiliam a garantir a proteção das populações mais vulneráveis em tempos de crise. Com esse objetivo, os três países fortalecerão o diálogo e a cooperação de modo a robustecer a governança democrática nos planos doméstico e internacional, incluindo assegurar a realização de eleições livres e justas, e garantir a liberdade de expressão e outras liberdades fundamentais.

A Secretária de Negociações Bilaterais na Ásia, Pacífico e Rússia do Ministério das Relações Exteriores, Márcia Donner Abreu, presidiu a reunião, o Subsecretário para o Crescimento Econômico, Energia e Meio Ambiente do Departamento de Estado, Keith Krach, representou os Estados Unidos, e o Ministro Assistente para América Latina e Caribe do Ministério dos Negócios Estrangeiros, Hayashi Teiji, representou o Japão”.

O Secretário de Estado dos Estados Unidos, Mike Pompeo, comemorou a iniciativa durante coletiva. Pompeo disse: 

“Como vocês sabem, estamos construindo coalizões com os nossos valores na esfera econômica também. O sub-secretário Keith Krach viajou a mais de 12 países para reunir os países que prezam pela liberdade, na Rede Limpa (Clean Network), um grupo que se compromete a usar apenas fornecedores confiáveis em suas redes 5G. Fico feliz de anunciar que hoje já temos quase 50 países limpos, representando aproximadamente dois terços do PIB mundial. 170 empresas de telefonia, teles, concordaram em ser limpas, e muitas das principais empresas do mundo estão dentro do projeto. Ele inclui 27 dos 30 aliados da OTAN, 31 dos 37 membros da OCDE, 26 dos 27 membros da União Europeia, e 11 das 12 nações 3C. 

O sub-secretário Keith Krach está agora na América do Sul. Ele está discutindo a Rede Limpa com oficiais do governo e líderes da iniciativa privada no Brasil. Na verdade, fui avisado agora de que o governo do Brasil apoia os princípios da Rede Limpa e estou confiante de que vai assinar um memorando de entendimento muito em breve. Queremos agradecer ao Brasil e aos seus líderes por isso. 

Nós também estamos buscando parcerias para proteger o meio ambiente, nos moldes do diálogo Brasil-EUA que tivemos hoje. Os Estados Unidos e o Brasil estão agindo para obter resultados reais e não só retórica vazia em termos de proteção ao meio ambiente e crescimento da economia. O sub-secretário Krach também liderou a primeira interação trilateral Japão-EUA-Brasil, que vai impulsionar a habilidade democrática de prosperar juntos, como estados soberanos e independentes”. 


Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...