segunda-feira, 9 de novembro de 2020

Presidente Donald Trump se pronuncia sobre novas descobertas de fraudes e alerta: ‘será chocante’



Por meio de suas redes sociais, Donald Trump, presidente dos EUA, trouxe novas informações no que concerne às ações judiciais impetradas por seus advogados diante da Suprema Corte. Ademais, o político publicou declarações de juristas e anunciou a descoberta de ilegalidades em diversos estados.

O vice-presidente Mike Pence o corroborou: “Eu falei à equipe da vice-presidência hoje: ‘Não é o fim até que tenha acabado. E isso não está acabado’. O presidente Donald Trump nunca parou de lutar por nós e nós vamos manter esta luta até que todo voto legal seja contado”.

Neste contexto, Trump referenciou o advogado Jonathan Turley: “Nós temos que ver os votos. Só estamos começando a tabular os votos. Temos que conferir essas alegações. Estamos vendo muitas declarações em juízo relatando fraudes eleitorais. Neste país, nós temos uma história de problemas em eleições. Na Pensilvânia, houve uma ordem…. como esses votos foram autenticados, porque se há um problema de autenticação no sistema, isso afetaria seriamente a ELEIÇÃO INTEIRA - e o que me preocupa é que nós tivemos mais de cem milhões de votos pelo correio em cidades como Filadélfia e Detroit, que já tiveram uma longa história de problemas eleitorais (para colocar de uma forma gentil)”.

Ademais, Trump citou Newt Gingrich, professor universitário e político norte-americano: “Nós acreditamos que estas pessoas são ladras. As máquinas das grandes cidades estão corrompidas. Esta foi uma eleição roubada. O melhor pesquisador da Grã-Bretanha escreveu nesta manhã que esta foi, claramente, uma eleição roubada. É impossível imaginar que Biden ultrapassou Obama em alguns desses estados. Onde importava, eles roubaram o que tinham que roubar”.

No ensejo, Trump protestou diante da postura da mídia corporativa norte-americana: “Desde quando a Lamestream Media declara quem será nosso próximo presidente? Todos nós aprendemos muito nas últimas duas semanas!”.

O político norte-americano também compartilhou a opinião de Byron York:

“Alguns democratas, aliados da mídia, estão zangados porque Trump acusa Biden de trapaça. Mas eles não deveriam ficar surpresos. Afinal, eles disseram a mesma coisa em 2016. Em seguida, eles transformaram a alegação de trapaça infundada - conluio! - em uma longa investigação criminal”.

Trump relatou problemas em diversos estados, afirmando, por exemplo, que o estado de Nevada se mostrou uma fossa de votos falsos. O presidente afirmou que os fatos já encontrados são absolutamente chocantes. Sobre o estado da Pensilvânia, Trump disse: “Na Pensilvânia, fomos impedidos de observar uma boa parte da contagem de votos. Impensável e ilegal neste país”. 

Após o governador do estado da Georgia declarar que, em seu estado, os resultados vão incluir unicamente os votos legais, o presidente Trump afirmou: “boas notícias, significa que eu venci”. 

Há pouco, o procurador geral William Barr autorizou os procuradores federais a investigarem o que chamou de “alegações importantes” de irregularidades eleitorais antes de certificar o resultado da eleição presidencial. 

O advogado da campanha de Trump, o ex-prefeito de Nova York Rudolph Giuliani, afirmou: “a mídia corrupta não está cobrindo a ação judicial que vai invalidar 300 mil ou mais votos fraudados na Filadélfia. A agência Real Clear Politics já tirou a vitória de Biden na Filadélfia e mantém o estado como “indefinido”. Isto é só o começo. Olhem além do que é censurado pela velha imprensa e vocês vão ver que tudo muda”.


Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...