sexta-feira, 27 de novembro de 2020

Trump rebate jornalistas e diz: ‘se a imprensa fosse honesta, isso nunca teria acontecido’


O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, denunciou a censura que está sendo feita pela velha imprensa e pelas grandes empresas de mídias sociais, dirigindo uma crítica direta ao Twitter. Trump disse: “Eu concedi uma longa coletiva hoje, depois da videoconferência em que desejei aos militares um feliz Dia de Ação de Graças, e percebi mais uma vez que a imprensa Fake News se coordena, para que a verdadeira mensagem de uma coletiva não seja conhecida. O principal ponto da minha coletiva foi: a eleição de 2020 foi ROUBADA, e eu venci!”. 

Trump acrescentou: “o Twitter está promovendo ‘trends’ totalmente falsos, que não têm absolutamente nada a ver com o que está nos ‘trends’ do mundo real. Eles inventam e são só coisas negativas. Vai acontecer com o Twitter o mesmo que está acontecendo com a FoxNews. E também há grande discriminação contra conservadores!”. O presidente disse: “por motivos de Segurança Nacional, a Seção 230 deve ser extinta imediatamente!”. 

A Seção 230 a que Trump se referiu é a regra que impede que plataformas como Twitter e Facebook sejam responsabilizadas por conteúdos publicados por terceiros. A aplicação da Seção 230 a essas plataformas vem sendo questionada, já que as plataformas decidem unilateralmente quem pode publicar e quais conteúdos são “aceitos”, agindo como editores e não como plataformas neutras.

Ao responder a perguntas após videoconferência com militares, Trump foi questionado sobre seus planos para o que seria seu “último dia de Ação de Graças na Casa Branca”. Trump respondeu: “nós não sabemos se vai ser o último, se você olhar para o que está acontecendo. Você precisa realmente olhar para o que está acontecendo. Eles estão encontrando imensas discrepâncias nos votos. Ninguém acredita naqueles números. Os números estão errados”. 

Trump explicou: 

Nas próximas duas semanas, vocês vão ver coisas que vão chocar as pessoas. Se você olhar para os números em Michigan, na Pensilvânia, se você olhar para as fraudes… eu não posso dizer se estamos no fim de um mandato ou no começo do próximo. Vamos ver o que vai acontecer. Ninguém quer ver o tipo de fraude que esta eleição representou. 

Estamos vendo coisas terríveis na Georgia, eles não querem mostrar as assinaturas dos eleitores, e o motivo é muito simples: nós vamos encontrar milhares e milhares de discrepâncias e fraudes. Eles estão fazendo contagens e encontrando milhares de votos. Mas nós queremos ver as assinaturas, e você vai encontrar dezenas de milhares de cédulas falsas e forjadas. Vocês vão ver muito disso.

Vocês viram a audiência ontem na Pensilvânia. Vocês viram as pessoas se apresentarem e relatarem que foram impedidas de votar. E isso aconteceu dezenas de milhares de vezes. Acho que houve mais de 600 mil votos fraudados na Pensilvânia, e parece que no senado estadual, eles estão começando a ver o que aconteceu. Mas, na verdade, sempre souberam. 

Aí você vai para Michigan e olha o que aconteceu no condado de  Wayne e em Detroit. Eu conferi uma lista. No condado de Wayne, alguma coisa aconteceu, porque os oficiais se recusaram a assinar o documento, e disseram que era fraudado. Coisas horríveis aconteceram. Isso foi no condado de Wayne, em Detroit. Eu venci em quase todos os condados, exceto em Detroit. Foi falsificado. 

Veja o que está acontecendo em Wisconsin, estão encontrando tremendas discrepâncias. Então, vamos ver o que vai acontecer. Mas você não pode ter uma pessoa assumindo a presidência e tentando se livrar do “America First”. Sabe por que eles não querem “America First”? Porque a China não quer. A China pediu, e a equipe do Biden disse: “OK, vamos nos livrar de “America First”. Mas não, nós não queremos nos livrar de “America First”. Queremos colocar os Estados Unidos em primeiro lugar, e outros países também deveriam se colocar em primeiro lugar, e é o que eu digo a eles.

Então, eu não sei o que vai acontecer. Eu sei uma coisa: Joe Biden não teve 80 milhões de votos. Eu tive 74 milhões. Mas muitos votos foram eliminados, então eu tive muito mais do que isso. Mas tive 74 milhões. 74 milhões são 11 milhões a mais do que eu tive da última vez. São milhões a mais do que Ronald Reagan teve quando ele venceu em 49 estados, e são milhões a mais do que Hillary Clinton teve. Joe Biden não teve mais votos entre os negros do que Barack Obama, mas está sendo apresentado como se tivesse tido. 

Se você olhar os números, os números são falsos, estão corrompidos. A eleição foi 100% fraudada e as pessoas sabem disso. É por isso que as pessoas estão se manifestando. Elas sabem que a eleição foi fraudada. 

Se você viu os resultados às 10 da noite, você viu o que aconteceu. E de repente houve aquelas ‘entregas’ de votos. Ninguém nunca viu uma coisa dessas. Ainda tem a Dominion, que é muito muito suspeita. Ninguém sabe quem é o dono. As pessoas dizem que os votos são contados em outros países, e, aliás, dizem coisas muito piores sobre a Dominion. Então, a Dominion é parcialmente baseada no Canadá, mas também tem bases em outros países, e ninguém sabe onde os votos… e, sabe o Canadá se recusa a usar a Dominion. O Canadá usa cédulas em papel. Então, pense nisso: é uma empresa do Canadá, mas o Canadá não usa os serviços. 

Eles são espertos, eles usam cédulas de papel porque são a única forma de ter uma contagem correta, porque as máquinas são manipuladas. Você pode apertar em Trump e o voto pode ir para Biden. Você só precisa brincar com um chip, e isso é mostrado o tempo todo. Estão mostrando isso em toda parte, e mostraram aos senadores na Pensilvânia. Eles sabiam que havia fraudes, mas não sabiam quanta fraude havia. Vocês verão tudo isso. 

Questionado se pretende “reconhecer a vitória de Biden”, Trump disse: “seria muito difícil reconhecer a vitória porque sabemos que houve fraude massiva”. Trump afirmou que pode haver demora para provar a fraude, mas acrescentou: “os fatos estão do nosso lado. Houve fraude massiva. Isso jamais deveria ocorrer no nosso país. Somos como um país de terceiro mundo, temos máquinas que ninguém sabe o que fazem”. 

Questionado se deixará a Casa Branca caso o Colégio Eleitoral dê a vitória a Biden, Trump disse: 

Certamente. Mas muitas coisas ainda vão acontecer até o dia 20 de janeiro. Já encontramos fraudes massivas. Somos como um país de terceiro mundo. Estamos usando equipamentos que podem ser hackeados. Eles falam de “falhas” do software. Quantas falhas já encontraram? “Ah, uma falha, tivemos uma falha, 5 mil votos”. Em todos os casos, né? E, em todos os casos de falhas, os votos foram do Trump para o Biden. O Biden nunca perdeu votos com as falhas. E diziam “ah, tivemos uma falha”. E diziam que uma falha é como se o equipamento tivesse uma pecinha quebrada, e fossem consertar. Não. A falha é: eles foram pegos roubando. E ainda tem o problema: quantas vezes eles não foram pegos? Nós só tivemos sorte de pegar vários exemplos. 

É muito simples: a “falha” significa: “fomos pegos, vamos chamar isso de falha”. Não foram as máquinas. Aliás, as máquinas… se você der uma olhada na internet, vai ver muitas pessoas fazendo experimentos com essas máquinas. Você programa a máquina e os votos saem do Trump e vão para o Biden. 

Veja as discrepâncias que já foram reveladas. As big techs e a imprensa fake news estão minimizando. Mas não está certo Biden escolher um ministério. Você ainda vai ver centenas de milhares de votos falsos, e isso em cada um dos estados. Vai ser uma história muito grande. Não é só uma grande história, é a história mais importante da nossa época. 

Trump foi questionado sobre uma candidatura para 2024 caso Biden tome posse. O presidente respondeu:  “Olhe. Eu e as pessoas que estão trabalhando nisso são muito profissionais, e muita coisa está surgindo. Muitas coisas já foram reveladas, veja a audiência na Filadélfia. Foi só o começo. Nós vamos encontrar fraudes incríveis. Vamos encontrar centenas de milhares de votos fraudados em cada estado. Os votos fraudulentos são muito mais numerosos dos que os votos que eu preciso. Quando tudo isso for mostrado, vai ser difícil até para a imprensa dizer que Biden venceu naquele estado. Não existe qualquer possibilidade de que Biden tenha tido 80 milhões de votos, a não ser por fraude massiva”. 

Trump mencionou diversos avanços de seu governo e afirmou: 

De todas as coisas que eu fiz, esta pode ser a mais importante. Sempre houve fraudes eleitorais, mas nunca nessa escala. Dezenas de milhões de cédulas foram enviadas a pessoas que não as solicitaram. Muitas pessoas receberam 2, 3, 4 cédulas, e muitas utilizaram todas”. 

Esta eleição foi uma fraude. Foi uma eleição roubada. Eu odeio dizer isso, mas foi roubada, no nível mais alto, foi uma eleição roubada. Então agora temos que resolver isso. E sim, eu acho que isso é muito perigoso para as duas pessoas que estão concorrendo contra duas pessoas completamente desqualificadas. E eu acho que isso é muito perigoso para a nossa nação. 

E vou além: eu disse hoje que, mesmo tendo olhos e ouvidos, a velha imprensa não está fazendo uma cobertura apropriada. Se a imprensa vê algo errado, tenho certeza de que ela não vai noticiar, porque vocês não noticiam muitas coisas erradas. Se a imprensa fosse honesta neste país, o que, em sua maioria, não é, isto nunca teria acontecido. Mas aconteceu. A fraude aconteceu. Se a imprensa fosse honesta, isso nunca teria acontecido”. 

Tem uma eleição. Uma mulher anuncia que “encontrou” 850 mil cédulas. Você não pode fazer isso. Que tipo de eleição é essa? Isso não pode acontecer. Eu estou falando sério. Se a imprensa fosse honesta, e as big tech fossem honestas, e não são, é uma coisa terrível. A Seção 230 é uma desgraça. As big tech são totalmente desonestas. Se a imprensa fosse honesta e as big techs fossem corretas, não haveria sequer contestação, e eu teria vencido por uma imensa diferença. E eu venci, por uma tremenda diferença, e isso ainda não foi noticiado. Mas as pessoas estão entendendo o que aconteceu. Elas sabem o que aconteceu”. 

Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...