segunda-feira, 28 de dezembro de 2020

Bolsonaro alerta para risco de políticos ‘arrendarem’ Mar Territorial do Brasil para a China no Rio Grande do Sul


Em diálogo com cidadãos no Palácio da Alvorada, o presidente Jair Bolsonaro pronunciou-se com veemência contra a iniciativa de ceder partes do Mar Territorial brasileiro para a China.

O chefe de Estado encetou: “Se eu pensar em reeleição, eu não trabalho. Esse problema é de vocês, não é meu, não. Outro assunto importante e verdadeiro: a questão das tratativas com alguns municípios do Rio Grande do Sul para, assim dizer, arrendar o Mar Territorial para a China. O Uruguai, se não me engano, já fez isso. É uma pesca predatória. Agora, pode ver a tratativa com alguns prefeitos do Rio Grande do Sul. Há 10 dias, o ministro Kássio Nunes Marques deu uma liminar e derrubou uma lei estadual que impedia a pesca no Mar Territorial. Foi criticado por ONGs. Quando sou criticado por ambientalistas, fico feliz. São xiit*. Veio essa questão de arrendar o mar e não falaram nada”.

No ensejo, ele acrescentou: “A gente não pode entregar para ninguém isso aí. Mar, terra. Tinha um assessor nosso que queria propor expropriar terras para quem praticasse crime ambiental. Quem está com paletó e gravata fica pensando, fica feliz. Espera aí. Às vezes, tem uma casa grande, tem um pé de maco* em um lugar, um vizinho pode ter plantado. Alguém pode tocar fogo na sua fazenda, derrubar uma árvore, madeira de lei, sem você saber. É justo perder sua propriedade por causa disso? Já falei: da minha parte, não existe essa história de perder a propriedade, expropriar nada”.

O presidente criticou, ademais, as políticas de expropriação: “Imagine: expropriar a fazenda do Seu Joaquim, de 80 anos. Tem seus filhos, netos. Todo mundo que trabalhou ali vai perder tudo? (...). A imprensa fala que estou batendo recorde nos gastos de cartão corporativo. Imprensa, o gasto no meu cartão corporativo é zero. O meu particular pode ser usado até para gastar em tubaína. É zero desde o ano passado. O gasto que tenho é com as emas, energia elétrica, comida para quase 200 pessoas que ficam aqui diariamente. Abastecimento de avião. O meu gasto é zero no cartão corporativo. Meu cartão pessoal é zero. Duvido a imprensa me desmentir”.


Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...