quinta-feira, 3 de dezembro de 2020

Bolsonaro desabafa sobre ataques de europeus, alerta sobre energia e aborda vacina


Em diálogo com apoiadores, o presidente Jair Bolsonaro desabafou diante de ataques infundados de países europeus e aventou como a emergência de uma “guerra de narrativas” pode depreciar os negócios do Brasil. 

O presidente asseverou: “O Brasil é um dos países que mais preserva. Tem países europeus nos criticando e nem sabem o que é mata ciliar. Não têm reserva legal, não têm nada. O tempo todo atirando na gente. A gente não quer destruir o ambiente, longe disso. Essa política, essa guerra de narrativas pode atrapalhar nossos negócios, nossas commodities. Se não me engano, o Paraná fez 50 pequenas centrais hidrelétricas, pode chegar a 200. Antes, durava 10 anos para conseguir uma licença ambiental. Não tem sentido negar a um homem do campo que quer se juntar com outros fazendeiros para fazerem 3, 4 hectares para terem energia. Fomos obrigados a decretar bandeira vermelha, 6 reais. Por que isso? Para poder pagar energia mais cara que vem de termelétricas. Se eu não fizer nada, daqui a um mês, se não chover, pode ter um apagão, precisa ter racionamento”.

O presidente também deu conselhos para quem está entrando agora na política: “Aprenda a dizer ‘não’. Não é porque a gente queira ou goste de dizer ‘não’. Tem um ditado, não sei qual foi o líder político: Não sei o caminho do sucesso, mas sei o do fracasso. Dizer ‘sim’ a tudo. As despesas obrigatórias lá em cima: houve excesso de concursos, contratações. Tem de estar enxuto para o servidor ganhar bem e para sobrar recursos para atender à população”.

No ensejo, o chefe de Estado reforçou como suas atitudes no âmbito pessoal buscam dar o exemplo para todos: “O problema é acumulado. O que muitos querem? Que você sempre diga ‘sim’ e faça o que ele acha melhor, mas não é assim que funciona. Até o ministro do Meio Ambiente elogiou. Vamos torcer para chover? E se não chover? Aqui, desliguei tudo, até a piscina olímpica. Desliguei a piscina aquecida e economizo no mínimo R$10.000,00. Tem que dar o exemplo. Vai ser menor a conta de energia”. 

Ademais, Bolsonaro brincou: “Alguns me criticam sobre o cartão corporativo. Tenho de ter a equipe de segurança, tem de pagar almoço para todos, não existe segurança perfeita, pode acontecer um problema. Eles me protegem porque preferem eu do que o vice”.


Neste contexto, o presidente defendeu o uso de energia solar: “Aqui é área particular, é minha propriedade. Lá fora fica a imprensa. Se pegam uma palavra errada, para deturpar o que falei sobre a bandeira vermelha, não custa nada. Se tivesse Angra III funcionando, talvez não tivesse este problema. É 3%, mas é contínuo, não é como a eólica, que depende do vento. A PCH ajuda, mesmo sendo pouca coisa. Toda a capacidade instalada no Paraná será de 5% de Itaipu. É pouca coisa, mais são 5%. Dizem que o cara está sonhando para ter energia com a falta de água, mas isso é para o futuro. Em 3 anos, quem investe na energia solar em casa equivale, o que gastou com as placas, no que economizou em energia”.

Ele frisou, ainda, como será a sua conduta no que concerne a campanhas de vacinação contra a pandemia: “Cada empresa tem sua vacina. Vamos ver as cláusulas, o que eles oferecem. Se, no meio, está escrito que eles se desobrigam de qualquer ressarcimento ou responsabilidade por possíveis efeitos colaterais imediatos ou futuros...E aí, vocês irão tomar esta vacina? Eu vou ser bem claro. A vacina é essa...eu já estou vacinado, já peguei o vírus”.

Ele acrescentou: “Quando falei da hidrox*, eu estudei. Vi casos na África. Alguns falavam que não tinha comprovação científica, mas não tem contraindicação, é usada há mais de 70 anos no Brasil. Que não quer não toma! Eu tomei e, no dia seguinte, estava bom. Mais de 200 pessoas no meu prédio tomaram e ninguém foi para o hospital. O tratamento precoce vai por meio do médico. O ministro Tarcísio já tomou e, no dia seguinte, estava bom. É bastante suspeito, parece que querem que o pessoal vá para o hospital. 


Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...