terça-feira, 15 de dezembro de 2020

Deputado Jordy retruca após o ministro Fachin, do STF, vetar ação de Bolsonaro: ‘Se quer ser presidente, candidate-se!’


Em pronunciamento na Câmara dos Deputados, o deputado Carlos Jordy, aliado do presidente Jair Bolsonaro, protestou diante de decisão monocrática do ministro Edson Fachin, do STF, que vetou isenção de impostos para a importação de armas. A isenção foi determinada pelo presidente Jair Bolsonaro e foi defendida nas redes sociais.

Neste contexto, ele rebateu a deputada petista Érika Kokay: “É curioso que ela falou a respeito de usurpar competência, por parte do Executivo, mas se cala quando há usurpação de competência por parte do STF. Aliás, qual é o papel do STF? Qual deveria ser o papel do STF?”.

Ademais, ele ressaltou: “o STF é o guardião da Constituição, que deve garantir que as nossas leis e as políticas públicas adotadas no Brasil não sejam inconstitucionais. Esse é o papel do STF. Obviamente, há o princípio dos freios e contrapesos, que dispõe que cada um desses Poderes deve estar interferindo quando um Poder está exacerbando, está abusando, como acontece nitidamente por parte do STF”.

Dessa forma, ele qualificou Fachin como autoritário e o desafiou a se candidatar para a Presidência da República: “Mas veja só: o que aconteceu, ontem, falando mais especificamente sobre aquela medida autoritária do Sr. Fachin? Ele usurpou uma competência do Executivo. Fachin, se o senhor quer ser Presidente da República, candidate-se na próxima eleição! Ou, então, se quiser legislar, candidate-se ao Legislativo, ao Congresso Nacional, ao Senado Federal ou à Câmara dos Deputados!”.

Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...