quarta-feira, 20 de janeiro de 2021

General Pazuello rebate sobre Maia, CPI, impeachment e Pfizer: ‘Já falei mil vezes isso aqui!’


Durante entrevista coletiva sobre as vacinas e a situação de Manaus, o ministro da Saúde, general Eduardo Pazuello, rebateu insinuações sobre as relações do governo com as farmacêuticas, com os governadores, e com o Congresso. 

Pazuello principiou: “Desconheço essa briga entre Governo Bolsonaro e estados. Fizemos a entrega para a maior parte dos governadores do país. De forma republicana, ressaltando a união de nosso país, nosso pacto federativo. 

Ademais, ele acrescentou: “Hoje, está equalizado o oxigênio no Amazonas e devemos continuar a receber o fluxo normal”. 

Questionado sobre declarações de Rodrigo Maia, presidente da Câmara dos Deputados, no que concerne a uma possível CPI para investigar ações de Bolsonaro e do Ministério da Saúde no decorrer do enfrentamento da pandemia, Pazuello retorquiu: “Eu nunca ouvi falar desse assunto. Isso são posições do deputado, isso faz parte da democracia. Com relação a qualquer farmacêutica, elas são recebidas. Dependendo das propostas, a gente prossegue. Já falei tantas vezes dessa farmacêutica, já falei tantas vezes aqui. Não têm quantidade suficiente para nos fornecer, tem o problema das cláusulas, são todas impeditivas em termos de contratação”.

No ensejo, o ministro frisou: “Qualquer brasileiro achar que estamos escolhendo uma empresa ou aquela seria duvidar de nossa boa intenção. Se qualquer farmacêutica trouxer propostas exequíveis e aceitáveis, nós vamos atender e vamos comprar. Eu já falei isso aqui 500 vezes. Se a senhora quiser, eu repito tudo, vai demorar 10 minutos. Sobre Pfizer, eu já falei 1000 vezes. Cláusulas, valores, prazos, levamos isso a todos os níveis de decisão”.


Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...