domingo, 10 de janeiro de 2021

Juíza Ludmila Lins Grilo expõe avanço do ativismo judicial no Brasil e relação entre globalismo e agendas de esquerda


A juíza Ludmila Lins Grilo proferiu a palestra "O ativismo judicial a serviço do globalismo" no seminário “Globalismo”, promovido pelo Ministério das Relações Exteriores (MRE) e a Fundação Alexandre de Gusmão (FUNAG), no dia 10 de junho de 2019. O seminário promoveu debate entre membros do governo e da sociedade sobre o conceito e o fenômeno do globalismo e suas implicações para as relações internacionais contemporâneas. A juíza Ludmila Lins Grilo apontou as relações entre o avanço do globalismo e o crescente ativismo judicial no Brasil e no mundo, com o controle das instituições, a perseguição a opositores e a implantação de agendas alheias aos interesses da população.

A juíza apontou: "Existe uma verdadeira tomada de posse do país por meio do aparelhamento do poder judiciário. É uma estratégia mil vezes mais simples do que o que prevê a revolução cultural gramsciana. Não requer mobilização das massas, grandes organizações, sofisticação intelectual. Basta o domínio da Suprema Corte. Em vez de dominar o Congresso Nacional, com centenas de parlamentares, basta que se domine 11 pessoas que fazem parte da Suprema Corte".


Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...