sexta-feira, 12 de fevereiro de 2021

Coronel Tadeu aponta reação após STF ‘rasgar a Constituição’ e Maia ‘barrar’ ação de deputados


Em pronunciamento ao vivo, o deputado federal Coronel Tadeu, aliado do presidente Jair Bolsonaro, acusou o STF de “rasgar a Constituição Federal” ao barrar a prisão após condenação em segunda instância e assestou como, após a derrota de Rodrigo Maia e a ascensão de Arthur Lira, deputados aprovarão uma PEC para não dar margem a interpretações por parte do Supremo.

O parlamentar encetou: “Bandido condenado duas vezes tem de ir para a cadeia. Isso é prisão em segunda instância. Fomos às ruas para acabar com a impunidade em nosso país. Vamos levar a efeito. Não tinha interesse em tramitar, o presidente da Câmara, Rodrigo Maia, não deixou andar. Tivemos que virar um ano sem fazer absolutamente nada. Isso é uma decisão do presidente da Casa, ele que põe a comissão para funcionar ou não funcionar”.

Dessa forma, ele explanou: “Agora, Arthur Lira vai colocar todas as comissões para funcionarem. A gente precisa colocar bandido na cadeia. Se você cometeu um crime, é julgado por um juiz. Isso é passível de recurso, pode ensejar uma discussão. Em seguida, ele é julgado por um colegiado, juízes já com muita experiência, que são chamados desembargadores. Sempre é em número ímpar para que não haja empate: ele é julgado novamente no mérito”.

Nesta esteira, o congressista asseverou: “O PT - Partido dos Trabalhadores - é vocacionado ao roubo, à corrupção. Essa elite política mexeu com o judiciário, causou furor, instabilidade, incômodo, e o judiciário se manifestou várias vezes sobre prender ou não em segunda instância. (...) A prisão em segunda instância é a confirmação de que o crime foi cometido. Entrou um sujeito chamado STF que se meteu nesse angu e fez uma reviravolta rasgando a Constituição. Por quê? Por que rasgou? Porque está muito claro na Constituição e eles resolveram dar uma segunda interpretação. A comissão vai acabar com a possibilidade de interpretação do STF”.


Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...