sexta-feira, 5 de fevereiro de 2021

Paulo Guedes faz pronunciamento urgente com Bolsonaro sobre caminhoneiros, impostos e greve


Em pronunciamento ao lado do presidente Jair Bolsonaro, Paulo Guedes, ministro da Economia do Governo Bolsonaro, explanou como o Governo Federal pretende atenuar problemas enfrentados por caminhoneiros e aventou seus projetos econômicos para promover a prosperidade econômica no Brasil. O chefe de Estado, por sua vez, assinalou que a gestão Bolsonaro está sendo marcada por elidir os esquemas de corrupção existentes anteriormente nas estatais e pela não-interferência.

Guedes frisou: “O programa do presidente, o Caminho da Prosperidade, enfatizava, durante toda a campanha, e temos mantido essa coerência conceitual, a ideia de que o peso do Estado é demasiado na economia brasileira. Particularmente, a intervenção no setor produtivo, o excesso de carga tributária. O nosso foco tem sido na redução de despesas: fizemos a reforma da previdência, derrubamos os juros, dentro desse contexto de que o governo gasta muito e gasta mal”.

Ademais, o ministro salientou: “Agora, temos a reforma administrativa. Dentro desse contexto, não há espaço para aumento de impostos no Brasil. Temos de continuar desonerando o povo brasileiro. O peso do Estado é muito grande. A orientação de Bolsonaro é tirar o Estado do cangote do povo brasileiro. Desonerar, simplificar. Caminhoneiros mantiveram os sinais vitais da economia brasileira, sem greve, com espírito público. Temos de enfrentar os problemas que eles enfrentam por equívocos de gestões passadas, atenuar os problemas, mas sempre com compromisso com a responsabilidade fiscal”.

Dessa forma, ele elucidou: “Temos de enfrentar com redução de impostos. O preço na bomba de combustíveis é mais do que duas vezes o preço da Petrobras. Uma parte disso é em impostos. Estamos vendo como desonerar o PIS/COFINS. Temos de começar o movimento nessa direção. Com arrecadação crescente, podemos desonerar, cada vez mais, estes impostos. Estamos analisando como reduzir impostos sobre combustíveis e setor elétrico”.


Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...