terça-feira, 23 de fevereiro de 2021

Roberto Jefferson rebate fala de Fux, do STF, sobre prisão de Daniel Silveira e alfineta Maia e Lula


O presidente do PTB, Roberto Jefferson, respondeu após o ministro Luiz Fux, presidente do STF, avaliar qual seria a postura da sociedade com um todo diante do deputado federal Daniel Silveira e no que tange à prisão ordenada por Alexandre de Moraes. Jefferson rebateu, ainda, o ex-presidente Lula, comentou a popularidade de Bolsonaro e alfinetou Rodrigo Maia, ex-presidente da Câmara dos Deputados.

O presidente do PTB comentou: “Lula disse que é refém ‘da maior mentira já contada na história desse país’. Puro mimimi. Lula quer uma verdade? Pois se ele for mesmo candidato em 2022, vai ser derrotado nas urnas por Bolsonaro e será aposentado da política.

Fux disse que a ‘sociedade não está preparada para carta de alforria da Câmara a deputado preso’. Como os 11 podem saber o que a sociedade quer? Circulam nas ruas, conversam com as pessoas nas praças, nas feiras, em aeroportos? Os 11 ministros vivem muito distantes da sociedade.

Depois de negados mais de 400 recursos ao longo de pouco mais de dois anos de tramitação, o processo que trata da condenação de Lula pelo tríplex do Guarujá transitou em julgado no Superior Tribunal de Justiça. O caso agora passa para recurso no STF. E é lá que mora o perigo.

Fux diz que a ‘sociedade quer Daniel Silveira preso’. Errado. A sociedade quer André do Rap preso. A sociedade quer Lula preso. A sociedade quer Zé Dirceu preso. A sociedade quer na prisão os mais de 30 mil presidiários soltos na pandemia. Fux tem algo a dizer sobre esses?

Nhonho defende prisão de Daniel Silveira, ‘pois do contrário, corremos o risco de testemunhar aqui as cenas patéticas de uma horda de lunáticos medievais invadindo o Congresso’. A horda de lunáticos que invadiu o Congresso foi de esquerda, em 2006, e quebraram tudo, ele esqueceu?

Rodrigo Maia deve estar com a memória afetada, e esqueceu que em 2006 mais de 500 integrantes do MLST, dissidência do MST, armaram-se de paus e pedras e saíram quebrando tudo o que havia pela frente na Câmara. Será que ele condenou a ‘horda de lunáticos’ da extrema esquerda?

A extrema imprensa deu pouco destaque à notícia dada por Bolsonaro de que vai zerar tributos federais sobre o gás de cozinha para sempre e por dois meses no diesel, como forma de reduzir o preço do combustível. É excelente notícia para os consumidores, então por que o boicote?

Vejam só como a extrema imprensa não está nem um pouco preocupada com o Brasil ou com a democracia, como dizem. Só querem derrubar o presidente Bolsonaro, e medidas importantes para os brasileiros são tratadas como desimportantes apenas por conta dessa perseguição sistemática.

Fux disse que a sociedade quer a prisão de Daniel Silveira. Errado. O que a sociedade quer e exige é que os ministros do STF julguem os 377 processos que estão parados por pedidos de vista que desrespeitam o regimento interno e ficam anos sem análise no Plenário ou turmas.

O STF entre os três Poderes é o único não eleito, é composto de tecnocratas nomeados. O estamento burocrático do País, que ganhou privilégios na Nova República, nos últimos trinta anos de governos de esquerda, está em convulsão pq o povão escolheu a direita para acabar com o marajanato.

Lula e Dilma deram reajustes aos burocratas de 270% acima da inflação. Os altos salários estão na casa de 30 mil mais penduricalhos. 52% dos assalariados no Brasil recebem 1.050 Reais por mês, trinta vezes menos que a tecnocracia.

O Brasil é escravo dessa tecnocracia, que sangra as pequenas e médias empresas, que respondem por 72% do PIB, onde nenhum proprietário de empresa ou trabalhador recebe ou retira 30 mil Reais mês. Os rufiões dos impostos exploram nossa gente, cobrando 38% de impostos dos bobos por mês.

O pacto costurado com os militares e a centro-esquerda na transição, com Tancredo, Ulisses, Covas e FHC, era não permitir que a extrema esquerda assaltasse o governo. Assim foi até FHC, que tudo fez para entregar o Brasil a Lula, quando não articulou seu impeachment no Mensalão.

Tecnocracia: 39 mil Reais mês de salário, + verba paletó, + aux. moradia, + aux. educação filhos, + biênio, triênio, quinquênio, + seguro saúde e dental, + champanhe, lagosta e caviar. E 52% do povão ganham 1.050 mil por mês. ‘Mais Brasil. Menos Brasília.’ Aí fedeu.

No Brasil, se Chico for de direita e conservador e Francisco for de esquerda, o pau da Justiça e a tribuna implacável da imprensa só batem no primeiro.

Só pode ser provocação. No mesmo dia em que o STF ratifica a prisão ilegal e arbitrária do deputado Daniel Silveira, acusado de criticar os ministros, também autoriza o senador flagrado com dinheiro sujo na cueca a retomar mandato.

É brincadeira isso?

Pelo visto o inquérito do fim do mundo vai ficar aberto ad infinitum no STF, para justificar todo tipo de perseguição e arbitrariedade contra defensores do presidente Bolsonaro.

Gleisi Hoffmann disse, ao Uol, que Bolsonaro é ‘um bandido na Presidência da República, que flerta com o ilícito’. Acredito que o Bolsonaro devia começar a processar todos esses que lhe injuriam. Agora, fica a questão: o STF condenaria alguém por injuriar ou ofender o presidente? Segundo O Globo, ministros do STF teriam dito que o deputado Daniel Silveira será condenado e se tornará inelegível para as eleições de 2022. Vejam só, já julgaram, já condenaram e estão até sentenciando, tudo isso sem julgamento, sem defesa, sem provas. Bem vindo ao novo Brasil.

Anteriormente, ele também rebateu o ministro Marco Aurélio Mello: “Marco Aurélio Mello disse que, se a Câmara ‘virar as costas ao povo brasileiro’, derrubando a prisão do deputado Daniel Silveira, parlamentares ‘prestarão contas’ nas eleições.

É o contrário, Marco Aurélio. Os parlamentares prestarão contas se ratificarem a decisão ilegal do STF. Esperto foi o bandidão do PCC André do Rap. Ficou quietinho e foi solto pelo STF. Se tivesse criticado Marco Aurélio, ainda estaria preso”.

O político citou, ainda, uma entrevista em que Lula comenta a postura de Fachin. Neste contexto, ele criticou: “Na entrevista para a imprensa esquerdista, Lula reclamou da mensagem do General Villas-Boas há três anos, e questionou: ‘Por que Fachin se acovardou na hora?’. Opa. Para tudo. Isso é ofensa grave. Isso é injúria, é agressão a um ministro, ao STF. Alexandre vai mandar prender Lula? Está lá na matéria da Folha, Lula dizendo que Fachin é covarde. Já pode expedir mandado de prisão por flagrante, afinal, a matéria da Folha continua lá com a ofensa de Lula ao Fachin. Vai ficar por isso mesmo? Lula mais uma vez fala da covardia dos ministros e não farão nada?”.

Dessa forma, ele mencionou uma pesquisa a respeito da aprovação do presidente Jair Bolsonaro e aquilatou: “Recebi uma pesquisa do DataPoder sobre a avaliação do governo Bolsonaro. A desaprovação foi de 48% para 49%, e a aprovação foi de 40% para 43%. Ou seja, mais gente aprovando o governo. Esse é realmente um feito, diante de um espancamento sem precedentes de Bolsonaro pela imprensa”.

Outrossim, Roberto Jefferson voltou a repreender Moraes, do STF: “Lendo novamente a decisão de Alexandre de Moraes, me lembrei da frase daquele escritor de Rondônia, o Augusto Branco: ‘Algumas pessoas gostam do ideal de liberdade de expressão até o momento em que começam a ouvir aquilo que elas não gostariam que dissessem a respeito delas”’.

Neste contexto, o político também desaprovou Alcolumbre, ex-presidente do Senado: “Alcolumbre, sempre ensaboado, disse que não abriu a CPI da Lava Toga porque haveria entendimento de que uma comissão de inquérito não poderia investigar decisão judicial. 

Conversa fiada. A CPI não é para investigar decisões, mas condutas flagrantemente irregulares dos ministros”.


Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...