quarta-feira, 31 de março de 2021

Esposa de Oswaldo Eustáquio revela como o jornalista ficou paraplégico na Papuda e internautas rebatem Barroso


A jornalista Sandra Terena, esposa do também jornalista Oswaldo Eustáquio, revelou, pelas redes sociais, as circunstâncias que levaram seu marido a ficar paraplégico enquanto estava preso a mando de Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal. Sandra Terena disse: “Denúncia: o Jornalista Oswaldo Eustáquio foi espancado e tort* na Papuda. O caso é investigado pelo Ministério Público e ignorado pela extrema imprensa. Em pleno século 21, meu marido permanece preso, censurado e paraplégico. Esse é o Twitter deste 31 de março de 2021”.

O jornalista Oswaldo Eustáquio já era um dos assuntos mais comentados pelas redes sociais, após o ministro Luís Roberto Barroso se manifestar, pelas redes sociais, dizendo que “Tort*, cassações e censura são coisas de ditaduras”. O ministro foi imediatamente lembrado que o cenário que ele descreveu para caracterizar uma ditadura é muito semelhante ao promovido pelo tribunal que ele integra. 

Barroso disse: 

PARA AS NOVAS GERAÇÕES:

Só pode sustentar que não houve ditadura no Brasil quem nunca viu um adversário do regime que tenha sido tor***, um professor que tenha sido cassado ou um jornalista censurado. Tor***, cassações e censura são coisas de ditaduras, não de democracias.

Os jornais eram publicados com páginas em branco ou poemas. Os compositores tinham que submeter previamente suas músicas ao departamento de censura. A novela Roque Santeiro foi proibida e o Ballet Bolshoi não pôde se apresentar no Brasil porque era propaganda comunista.

As regras eleitorais eram manipuladas. Ditaduras vêm com intolerância, violência contra os adversários e falta de liberdade. Apesar da crise dos últimos anos, o período democrático trouxe muito mais progresso social que a ditadura, com o maior aumento de IDH da América Latina.

Ouça algumas das respostas ao ministro Luís Roberto Barroso e ao STF:

A socióloga Sarita Coelho disse: “2021: as Big Techs promovem censura nas redes sociais, teve jornalista preso pelo STF e dezenas de pessoas investigadas por criticar membros da Suprema Corte. Como as novas gerações deveriam classificar estes fatos?”

A advogada Re parafraseou o texto do ministro Barroso: 

“PARA AS NOVAS GERAÇÕES:

Só pode sustentar que não ESTÁ HAVENDO ditadura no Br, quem nunca viu um adversário do STF que tenha sido preso, como um Dep Federal, cidadãos ou um jornalista censurado e tor***. Tor***, cassações e censura são coisas de ditaduras, não de democracias.

Os conservadores proibidos de publicar, ou usar as redes sociais por ordem do STF. O Dep Fed teve que submeter previamente um pedido de autorização ao STF, para dar entrevista a 1 rádio. O jornalista foi proibido de trabalhar e está paraplégico, porque era propaganda conservadora”.

O advogado Maurizio Spinelli, que defende o deputado Daniel Silveira, disse: “Eu nasci em 1986 e, ainda assim, vivi a ditadura: A do Judiciário, que acontece hoje”.

A internauta Sônia perguntou: “Cassado e censurado como Daniel Silveira? Tort***o e censurado como Eustáquio? São só dois exemplos”.

O advogado e escritor Guillermo Piacesi Ramos apontou: “Então, em uma conclusão lógica, vivemos hoje, em 2021, em uma ditadura - mas do Judiciário. Concorda, excelentíssimo?”

A internauta Anne questionou: “E as prisões e censuras inconstitucionais feitas  pelo STF não é ditatorial?? Estamos vivendo infelizmente  a DITADURA  DOS TOGADOS em pleno 2021”.

A advogada Flávia Ferronato perguntou: “Está falando do STF, certo? Ou o STF não está perseguindo e prendendo seus críticos?”

O internauta Felipe Eduardo postou uma fotografia do jornalista Oswaldo Eustáquio algemado a uma maca, ao ser levado a um hospital após um estranho acidente sob custódia do Estado, que o deixou paraplégico, e afirmou: “Nós evoluímos muito ministro. Agora, por exemplo, nós temos a súmula vinculante 11 do STF.  Esse sujeito na maca algemado por um crime que eu ainda não sei qual é deve ser algum inimigo do Big Brother”.

O perfil “Negócios & Conservadores” parafraseou a fala do ministro: “PARA AS NOVAS GERAÇÕES: Só pode sustentar que não houve ditadura no Brasil quem nunca viu um crítico do  STF que tenha sido lesionado, um deputado que tenha sido cassado na palavra ou um jornalista censurado. Lesões, cassações e censura são coisas de ditaduras, não de democracias” . 

O perfil “Lebasi Ribeiro” respondeu ao ministro: “Acho que os dias atuais serão lembrados de maneira mais triste do que a época do "regime militar". Hoje temos censura, agressões a trabalhadores, são negados medicamentos que salvam vidas, acabou nossa liberdade de ir e vir e nossa Constituição pouco serve. O que pode ser pior?”

Bárbara, do canal TeAtualizei, postou um vídeo de um trabalhador sendo preso brutalmente e perguntou: “Seu Iluminado, me tira uma dúvida, esse vídeo foi gravado em 1964?”

Ricardo Fronczak disse: “No Futuro serei a testemunha da ditadura do STF que impôs a to***a da insegurança jurídica, a tor*** do fique em casa economia depois, e das decisões estapafúrdias de Ministros declaradamente de esquerda. Bom dia”.

O deputado estadual Gil Diniz perguntou: “Está falando das prisões arbitrárias que juízes do STF vem ordenando? O jornalista Oswaldo Eustáquio foi e está preso por quê? Deputado Federal Daniel Silveira preso por opinião? Você estará nas páginas da história nacional e não será positivamente!”.

Alexandre D’Oliveira disse: “Hoje, no Brasil,  a população é massacrada por tiranetes, professores são perseguidos por seus pares por divergirem do gramscismo que se pratica em sala de aula e o STF censura aqueles que não se alinham a um discurso progressista e globalista: como o senhor chama isso???”

Idalino Menezes apontou: “Estranho ver isso de um ministro do STF que não vê um inquérito instaurado e mantido mesmo sem anuência do titular da ação penal, onde figura uma mesma pessoa como juiz, vítima, investigador e acusador, afora prisões por opinião. Dias sombrios”.

O internauta José Osmar perguntou: “Por gentileza senhor ministro, me fale um pouco sobre o jornalista Oswaldo Eustaquio censurado, preso pelo supremo, silenciado e paraplégico... memória curta ou se fazem de cegos?”. 

A gestora de marketing Lu Sapori disse: “Para esta e as próximas gerações, eu indico este livro O INQUÉRITO DO FIM DO MUNDO. Um dos livros mais vendidos pela Amazon”.

O professor Renato de Santos perguntou: “Caro Luis Roberto Barroso, o senhor sabe que o Oswaldo Eustáquio, jornalista, foi preso pelo STF e ficou paraplégico? Só para saber mesmo!”

A internauta Luciana Campos questionou: “Jura? Então estamos vivendo novamente uma ditadura, Oswaldo Eustáquio que o diga, entrou andando nos novos porões da ditadura e saiu em cadeira de rodas. Que incoerência senhor, onde estamos tendo mais censura em 64 ou agora?”.

Elis Alves perguntou: “Vossa Excelência poderia nos iluminar com vossa sabedoria e nos dizer em qual categoria colocamos Oswaldo Eustáquio e Daniel Silveira? Obrigada. E os governadores e prefeitos ditadores?”

Osvaldo Lima Júnior sugeriu ao ministro: “Diga isto para o Jornalista Oswaldo Eustáquio, preso por um de seus pares, num processo para lá de nebuloso e de quebra ficou paraplégico durante a detenção”.

O presidente do PTB, Roberto Jefferson, ironizou: “Oswaldo Eustáquio foi preso pelo crime de opinião. Da mesma forma Daniel Silveira. Crime de opinião não existe em uma democracia, não é mesmo, STF?”

Jefferson também ironizou postagem do ministro Gilmar Mendes, dizendo: “Gilmar, o lacrador, apareceu no Twitter criticando quem comemora o 31 de Março, e disse ao final: ‘Viva o Estado de Direito’. Que Estado de Direito? Gilmar e seus colegas do STF implantaram o Estado de Esquerdo, onde todas as decisões são tomadas a partir de ações do PT e Psol”.

O promotor Wesley Vaz relatou: “Alguns amigos me enviaram mensagem privada questionando acerca da liberdade na época dos governos militares… de fato, algumas “liberdades” eram vigiadas naquela época, mas desconheço alguém que tenha sido investigado e preso ilegalmente por um juiz por mera opinião divergente”.


Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...