domingo, 7 de março de 2021

Parlamentares e cidadãos respondem após governador João Doria chamar manifestantes de ‘bolsonaristas loucos’


O governador de São Paulo, João Doria, queixou-se de uma manifestação que pedia sua saída, atribuindo a revolta popular a “bolsonaristas loucos”. Pelas redes sociais, Doria disse: “Bolsonaristas loucos tentam me intimidar com novas ameaças contra mim e minha família. Agora ameaçam minha casa e nossa família. Além de pedir apoio policial e tomar medidas legais, quero registrar meu repúdio a este comportamento. Onde vai parar o Brasil com tanta conflagração?”. 

Edson Salomão, presidente do Movimento Conservador, transmitiu imagens da manifestação e questionou: “Pedir apoio policial? Você mobilizou um batalhão para enfrentar o povo que você está levando ao desespero com seus desmandos! Você é um lunático, megalomaníaco, tirano!!!”

A deputada Leticia Aguiar rebateu o governador, dizendo: “Doria acha que todo mundo que não gosta dele e de sua gerência à frente do governo do estado de São Paulo é bolsonarista. Agripino, você foi a única pessoa da história que conseguiu unir direita e esquerda pra te tirar do poder”.

A jornalista Fernanda Salles afirmou: “O governador João Doria chama o ato legítimo do protesto de "ameaça". A manifestação da vontade do povo é o pleno exercício da democracia, mas tiranetes como ele e alguns ministros repudiam a liberdade de expressão e o contraditório. Essa gente tem o selo de qualidade soviético”.

O presidente do PTB, Roberto Jefferson, publicou um vídeo em que se ouvia o povo gritando ‘fora Doria’ e disse: “O Agripino pensa que está abafando com a sua calcinha apertada? É preciso gritar bem alto para que ele ouça o quanto a população de São Paulo está insatisfeita com as medidas ditatoriais dele”.

O investidor Leandro Ruschel questionou: “Protesto contra governador não pode mais? É "ameaça"? E essa gente ainda diz defender a democracia…”

A advogada Fabiana Barroso compartilhou um vídeo que mostrava pessoas se manifestando pacificamente, e disse: “Tem mais de cem pessoas transmitindo ao vivo governador. Nesse exato momento leram sua declaração e veja só a reação. Isso é ameaça governador? Leia a Constituição Federal e as demais normas, gostamos de lei”. 

O internauta Carlos Ferrari rebateu: “Ninguém quer te intimidar ou ameaçar tua vida. Cada manifestação que é feita contra a tua gestão, serve para lembrá-lo o quão péssimo és. Vc se elegeu dizendo que iria governar para o povo, usou inclusive o nome alheio para ter chances e, após vencer, se voltou contra o povo”.

Bárbara, do canal TeAtualizei, ironizou: “Ameaçar não!!!! A gente só ficou triste de não ser convidado pro Karaokê”. 

A jornalista e tradutora Karen Mel perguntou: “Que ameaça, cara pálida? Sua rua está bloqueada, e com uma PAREDE de policiais. São brasileiros desarmados, pacíficos. Lembrando que é você quem comete arbitrariedade contra a constituição que garante a LIVRE MANIFESTAÇÃO e o DIREITO DE IR E VIR”.

O youtuber Rocélio Ricarte respondeu: “Bolsonarista uma ova. Eu votei no senhor e fui enganado. Não são Bolsonaristas que querem seu impeachment, somos nós paulistanos que votamos no senhor e nos arrependemos”.

O consultor Paulo afirmou: “Eu acredito que não são só os tais Bolsonaristas que estão bravos com o senhor, Governador. Acho melhor o senhor Governador olhar bem ao seu redor e verá muita gente revoltada com toda esta situação pela qual está passando SP, da qual o senhor é o Governador”.

O internauta Matheus Borelli disse: “Contei 6 viaturas só do Baep, no primeiro vídeo  que vi. No segundo vídeo que vi, uma das ameaçadoras manifestantes era a dona Odete, que, aos 93 anos estava sendo entrevistada por outro manifestante! E olha que eu nem fui ao local hein... “

O deputado estadual Gil Diniz afirmou: “Toma vergonha, seu canalha! Ninguém aqui te ameaçou! Estamos aqui no cruzamento da Rua Suíça com a Rua Turquia. A seu comando, a PM bloqueou todos os acessos até a sua rua. Hoje não vai ter pancadão no “vizinho”?”

O deputado estadual mineiro Bruno Engler publicou um vídeo da manifestação e disse: “População agora na rua da casa do governador João Doria. A resposta do calça apertada aos anseios do povo foi chamar a população que quer trabalhar e sustentar suas famílias de "bolsonaristas loucos"”.

O jornalista Rafael Fontana comentou: “João Doria se refere à população como “bolsonaristas loucos” para, logo depois, reclamar cinicamente da “conflagração” que ele mesmo incita com sua mensagem. Lembra Dilma Rousseff antes do impeachment, rotulando o povo brasileiro de golpistas”.

Henrique Olliveira, co-fundador do Movimento Brasil Conservador, afirmou: “O modus operandi NÃO MUDA: - faz a merd*; - é descoberto; - diz que é "fake news" e que está sendo atacado ou ameaçado por bolsonaristas”. 

A vereadora Sonaira Fernandes fez um comentário com “alerta de ironia”, dizendo: “Nossa, "bolsonaristas loucos" estão exigindo que um governador eleito preste conta de seus atos e explique suas contradições. Que grande ameaça ao Estado de Direito e à paz social. Onde estão as Forças Armadas? (contém ironia)”

O perfil 10 5 6 5 alertou: “Você vai descobrir de que lado estão alguns jornalistas, quando escreverem que manifestações contra decisões equivocadas em SP são de bolsonaristas. 

Classificando-as desta forma, tentam esconder a rejeição unânime do paulistano em relação à gestão do estado”.

O vereador Tenente Santini comentou: “As “ameaças” foram: pessoas protestando porque estão com seus negócios quebrando, contas atrasadas e sem poder sustentar a família. Aí ele lotou a rua da casa de polícia e os vizinhos tem que pedir permissão pra entrar. Mas loucos são os outros…”

O deputado estadual Douglas Garcia, que se recupera de uma cirurgia, compareceu e participou da manifestação.


Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...