segunda-feira, 1 de março de 2021

Roberto Jefferson rebate Globo, alfineta Gilmar Mendes, do STF, e aponta ‘guerra’ da velha imprensa contra Bolsonaro


O presidente do PTB, Roberto Jefferson, comentou decisão do Supremo Tribunal Federal que impediu a prisão preventiva de um homem detido com 188 quilos de coc*, considerando que a prisão seria “desproporcional”. Jefferson comparou com a situação do deputado federal Daniel Silveira, preso por falar. 

Jefferson disse: 

A 2ª Turma do STF manteve decisão de Gilmar Mendes que substituiu a prisão de um homem detido com 188 quilos de coc* por medidas cautelares. Para Gilmar, “resta desproporcional a imposição de prisão preventiva”. Quanto seria "proporcional" para a cadeia? Uma tonelada?

Gilmar Mendes substituiu a prisão de um homem detido com 188 quilos de coc* por medidas cautelares e afirmou que ele "é réu primário e tem bons antecedentes".

Já Daniel Silveira nem pode apresentar um HC, pois é visto como o pior dos bandidos por ter criticado os ministros.

Ademais, ele compartilhou declarações de Graciela Nienov: “Isso é uma vergonha. Uma barbaridade. Gilmar Mendes soltar um cara preso com 188 Kg de coc* dizendo que a prisão era ‘desproporcional’. Mas sobre a prisão desproporcional de Daniel Silveira, ele assinou embaixo. Está tudo errado nessa ‘suprema corte’.

O presidente do PTB fez também diversas críticas a partidos e imprensa de esquerda. Jefferson disse: 

Ciro busca alianças com o centro. Gleisi conversa com Kalil e o PSD, e buscam o centro. Huck procura um partido que seja de centro-direita, centro ou centro-esquerda. FHC tenta montar chapa com Mandetta indo de um lado a outro. Todos igual baratas tontas para vencer #BolsoLenda

PT e o Psol apelaram ao STF para impedir a autonomia do Banco Central. Na ação, os dois partidos de esquerda afirmam que a nova lei “ofende flagrantemente a Constituição Federal”. O STF se transformou no VAR da esquerda, que o solicita toda vez que perde o jogo no Congresso. 

Como disse alguém aqui, se o primeiro satélite brasileiro no espaço tivesse sido construído no governo Lula, a Globo teria até mandado o Bonner ou quem sabe o Galvão Bueno para fazer narração ao vivo do lançamento. No site do Estadão, a notícia sobre o lançamento do Amazônia 1, primeiro satélite 100% brasileiro, foi colocada no meio da página, de forma bem discreta. É um feito do Brasil, mas isso não importa para um veículo que apenas persegue Bolsonaro. O Estadão abandonou o jornalismo.

Quem mudou o artigo 1º, parágrafo único da Constituição? Pelo visto conseguiram alterar o artigo 1º sem ninguém ter visto, pois hoje o que temos valendo no Brasil é a seguinte lei máxima: "Todo poder emana dos ministros do STF, e por eles mesmos o poder será exercido".

O Globo afirma que o presidente Bolsonaro "dobrou a presença de militares em cargos estratégicos do governo". Quando Lula dobrou e depois triplicou a presença de petistas e sindicalistas em cargos estratégicos, a imprensa ficou quietinha. E aí veio mensalão e petrolão…

Um levantamento do Paraná Pesquisas mostra que 69% dos brasileiros considera que a Lava Jato fez bem ao país, e somente 24% acham que fez mal. Esses 24%, na grande maioria esquerdistas, acham na verdade que a Lava Jato fez mal ao Lula. Essa turma está se lixando para o País.

Tem uma matéria no site UOL, o porta-voz da esquerda brasileira, falando sobre o caos que foi a vacinação em São Paulo neste sábado. Pergunta se teve uma crítica sequer a Dória ou a Covas? Pior: no final o UOL tem a cara de pau de puxar crítica a Bolsonaro. É muita desfaçatez!! Idosos de mais de 80 anos passaram sete, oito horas na fila da vacinação em São Paulo. Foi Bolsonaro que organizou a vacinação? Não. Mas o UOL esconde os verdadeiros culpados e critica Bolsonaro. A imprensa está em guerra contra o presidente. Vão chorar muito em 2022. 

O STF está completando neste domingo, 28 de fevereiro, 130 anos de existência. Em todo esse tempo, será que houve uma composição tão ruim de ministros como atualmente?

O deputado Filipe Barros destaca o vidão de Lula, solto pelo STF e que gasta o dinheiro dos pagadores de impostos viajando pelo mundo.

Roberto Jefferson também comentou as reações de governadores e partidos após o presidente divulgar os valores repassados pela União aos estados: 

O Presidente Bolsonaro divulgou em seu Twitter a lista dos repasses da União aos estados, para combate à covid. Teve estado que recebeu 10 dígitos, outros receberam 11 dígitos, e São Paulo recebeu 12 dígitos. Todos na casa dos bilhões. Onde foi parar todo esse dinheiro?

Como mostrou o presidente Bolsonaro, a Bahia recebeu R$ 67,2 bilhões em repasses da União. O que foi feito com todo esse dinheiro? Cadê a prestação de contas do governador petista?

O calc* apertada, que reclama tanto de Bolsonaro, viu a conta corrente de São Paulo receber R$ 135 bilhões da União, em valores diretos e indiretos. Desses, R$ 17,7 bilhões para a saúde. Mostre a planilha dos gastos, calc*! O povo paulista quer saber onde foi parar o $$$.

Jefferson também ironizou os exageros da oposição ao presidente Jair Bolsonaro: 

Gleisi está reclamando da Folha de São Paulo (ora vejam só, logo o jornal mais petista de todos?), e denuncia o que ela chama de "manobra judicial" para declarar Moro suspeito sem devolver os direitos de Lula. Ela se esqueceu que luladrão foi condenado também em Atibaia? Não força, Gleisi.

Foi uma jogada de mestre do presidente Bolsonaro em divulgar a lista de repasses da União para os estados. Todo mundo fala muito e só critica. Agora está na hora da população ir cobrar do seu governador, do seu prefeito.

A turma lacração da esquerda passa muita vergonha, no débito, no crédito e no cheque. Estavam divulgando que as pessoas no Ceará estavam gritando "Fora Assassino" para Bolsonaro, mas é só tirar o lacre do ouvido que dá bem pra ouvir "Fora Camilo". Eles não aprendem.

Marina Silva, que só reaparece de quatro em quatro anos, desta vez apareceu um ano antes, para dizer que deve ficar de fora da disputa presidencial de 2022. Mas não pensem que ela quer ficar totalmente de fora. Ela já está se oferecendo para um arranjo com Ciro. Será que rola?

O PT e o PSOL entraram no STF contra o projeto que instituiu a independência do Banco Central. Agora nós vamos ver quem tem mais prestígio entre os ministros do STF: os partidos de esquerda ou os banqueiros.

No começo da pandemia os governadores correram para construir hospitais de campanha, e receberam bilhões de reais do governo federal para equipamentos e obras. Onde foi parar todo esse investimento? Cadê os hospitais? A pandemia por acaso tinha acabado para fecharem os leitos?

Segundo a Folha, governadores admitem que medidas contra Covid deveriam ser mais duras, mas botam a culpa por tudo em Bolsonaro. O presidente é culpado pela decisão de Bruno Covas de liberar R$ 33 milhões para escolas de samba e blocos, dinheiro que poderia ter ido para a saúde?

O Ministério da Saúde informou que pouco mais de um mês após o início da imunização contra Covid, cerca de 60% dos indígenas com mais de 18 anos receberam a primeira dose da proteção. Cadê o Gilmar Mendes para falar de novo que o governo está promovendo um genoc* de indígenas?

Felipe Neto foi banido de uma plataforma de xadrez por acusação de trapacear no jogo ao usar um robô. Esse rapaz é aquele que o Barroso colocou como novo símbolo para a educação dos jovens?

Tem uma matéria no site Uol com o seguinte título: "Lockdown na Bahia é paliativo: na segunda-feira, vírus volta ao batente". A matéria parece ter tom crítico, mas aí você lê e não vê uma crítica sequer ao governador baiano petista Rui Costa. A extrema imprensa protege os seus.

Li no Uol a saga do pai da Sandra Annenberg, da Globo, para se vacinar em São Paulo. O senhor levou 7 horas e Sandra falou que foi um "caos". Mas ela não fez uma crítica sequer a Doria, assim como o Uol. Se a vacinação fosse federal, já estariam dizendo que Bolsonaro é "gen****"

Foi um sucesso o lançamento do Amazônia 1, primeiro satélite de observação da Terra totalmente projetado, integrado, testado e operado pelo Brasil. O satélite já está em órbita para fornecer dados importantes. Parabéns ao Inpe, à Agência Espacial Brasileira e ao governo Bolsonaro. O Amazônia 1 fornecerá dados de sensoriamento remoto e observar e monitorar o desmatamento, especialmente no Amazonas. Um sucesso que deveria ser comemorado no Brasil, mas você abre a extrema imprensa e a notícia é dada sem destaque, só porque é feito do governo. Perseguição pura.

O embaixador Paulo Roberto de Almeida chamou Bolsonaro de "psicopata" e disse que ele "se disfarça de presidente pra devastar a nação e assas* brasileiros". Opa. Discurso de ódio. Flagrante continuado. Lei de Segurança Nacional. Cadê o mandado do Alexandre Moraes? Cadê a PF? Esse embaixador que chamou Bolsonaro de psicopata e assa* era diretor do Instituto de Pesquisa de Relações Internacionais, mas, demitido por Bolsonaro, foi para a Divisão de Comunicações e Arquivo, onde são exercidas funções de caráter burocrático. Está explicado o ódio.

A Narco Corte Constitucional da Venezuela abriu espaço para a ditadura comunista. Soltou todos os traficantes e corruptos,  prendeu conservadores e cristãos. Fechou redes sociais e de comunicação conservadoras. Prendeu políticos de direita. Defraudou eleições. Tal lá como cá.

Rodrigo Maia, que agora escancarou o que ele sempre foi (oposição a Bolsonaro), disse que o governo, ao tentar votar a privatização dos Correios, estaria  "tratando de uma agenda fake".  Não demora e Maia estará com um boné da CUT e uma camisa Lula Livre. E até com barba. 

Gleisi e Haddad tiveram um encontro com o prefeito de Belo Horizonte, Alexandre Kalil, para discutir alianças futuras. Dá pra confiar em alguém que discute aliança com o PT em um momento e com partidos de direita em outro? Afinal, qual é o lado desse prefeito?


Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...