segunda-feira, 29 de março de 2021

URGENTE: General Fernando Azevedo anuncia que sairá do governo e personalidades se pronunciam


Em meio a rumores de reforma ministerial ampla, o ministro da Defesa, general Fernando Azevedo e Silva, anunciou sua saída do governo federal. Em nota oficial, Fernando Azevedo disse: 

Agradeço ao Presidente da República, a quem dediquei total lealdade ao longo desses mais de dois anos, a oportunidade de ter servido ao País, como Ministro de Estado da Defesa.

Nesse período, preservei as Forças Armadas como instituições de Estado.

O meu reconhecimento e gratidão aos Comandantes da Marinha, do Exército e da Aeronáutica, e suas respectivas forças, que nunca mediram esforços para atender às necessidades e emergências da população brasileira.

Saio na certeza da missão cumprida.

Fernando Azevedo e Silva

A deputada federal Carla Zambelli comentou: “Desejo sorte ao General Fernando Azevedo e Silva, muito sucesso”.

O presidente do PTB, Roberto Jefferson, comentou: “O Presidente Bolsonaro pediu ao Ministro da Defesa, General Fernando Azevedo, que pedisse demissão. O Gal. Azevedo, ex assessor de Toffoli, é contra o poder garantidor do Artigo 142 da Constituição Federal. As Forças Armadas têm o poder moderador e garantidor, é constitucional”. O político também deu sua opinião para o possível sucessor: “General Braga Neto é o nome para Ministro da Defesa, é mais moderno que o General Pujol, Comandante do Exército, que terá que sair. General Pazzuelo assume a Casa Civil. Presidente Bolsonaro sairá muito mais forte com essa decisão tomada.  Pau neles, Presidente!”.

Jefferson especulou, ainda, a respeito do momento da saída: “Agora foi o ministro da Defesa que pediu demissão. Se sua saída não tem relação com a situação de Ernesto Araújo, o General Fernando Azevedo e Silva não podia ter esperado? Ou preferiu a crise no Itamaraty para pedir logo o boné? No mínimo, colocou brasa na fogueira”.

Bernardo Küster, jornalista, palestrante e tradutor, avaliou: “Ministro da Defesa, Gen Azevedo e Silva, ‘pede’ demissão. Pelo que eu soube, ele foi demitido. Já era hora. As chefias da Defesa e das Relações Exteriores estão vagos agora. Nossa relação com os outros países (militar e diplomática) está para mudar. Se bem ou mal, não sabemos.

Renato Barros, apresentador do Canal Questione-se, comentou: “O General Fernando Azevedo deixou o ministério da defesa. Bom? Ruim? Saberemos…”.

O consultor internacional Julio Schneider alfinetou: “Cá entre nós, como Fernando Azevedo e Silva, ex-assessor de Toffoli daria certo como ministro da Defesa?”.

O vereador Carmelo Neto, aliado do presidente Jair Bolsonaro, pronunciou-se: “Obrigado pelos serviços prestados ao País, ministros Ernesto Araújo e Fernando Azevedo e Silva. Se dedicar a vida pública e servir uma nação é uma das missões mais honrosas de qualquer cidadão. Que Deus continue abençoando o caminho dos senhores daqui pra frente”.

Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...